Se conselho fosse bom, não se dava, vendia. Porém, precisamos ser cautelosos nessas eleições e escolher com sabedoria aqueles que irão nos representar. Sem essa de cada macaco no seu galho, visto que a união é que faz a força. Sabemos que de boas intenções o inferno está cheio! Por isso, temos que tomar cuidado para não escolhermos um santinho de pau oco e ficarmos mais quatro anos a ver navios com uma pedra no sapato sem eira nem beira. Depois, não adianta ficar chorando pelo leite derramado, e, se a vaca for pro brejo, quem paga o pato e tem que ficar engolindo sapo é toda a população.

Ficar aí de braços cruzados com as barbas de molho dizendo que depois da tempestade vem a bonança é furada. O negocio é escolher certo, senão a cobra vai fumar por um bom tempo. Depois que tudo estiver perdido por falta de atitude, não adianta querer chutar o balde. Cada louco tem sua mania, mas quando a casa cair vai ficar difícil de reconstruir, visto que águas passadas e votos perdidos não movem moinho. Escolhas baseadas somente no rostinho bonito é coisa de vacilão.

Todo mundo sabe que as aparências enganam, então, ainda que tu sejas prudente e velho, não desprezes o conselho que te dou, junte-se a mim e aos outros que pretendem um país melhor; estamos com a faca e o queijo na mão. Não vale a pena aliar-se a pessoas de mau caráter, pois é sabido que passarinho que anda com morcego acaba dormindo de ponta cabeça e as más companhias são como um mercado de peixe – acabamos por nos acostumar ao mau cheiro. Antes só do que mal acompanhado. A ocasião é que faz o ladrão, e essa coisa de dar uma de João sem braço, aceitando migalhas em troca de seu voto dizendo que cavalo dado não se olha os dentes, é atitude de mala sem alça. Mesmo que tu tenhas em outras oportunidades errado, agora é hora de acertar; antes tarde do que nunca.

Está desanimado? Não acredita mais na política e nos políticos, achando que não consegue descascar esse abacaxi? Fique sabendo que pensando morreu um burro. O negócio é continuar tentando, um dia a gente acerta; água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Estamos com a mão na roda e prestar mais atenção nas pessoas que colocam seus nomes à disposição em pleitos ajuda a conhecê-las melhor. É um erro popular muito comum acreditar que aqueles que fazem mais barulho a se lamentarem a favor do público sejam os mais preocupados com o seu bem-estar. Pode-se enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar todas por todo o tempo.

Agora, pare de achar que você não entendeu patavina alguma do que eu escrevi, achando que tudo isso é tempestade em copo d’água. Acorde para vida aceitando os conselhos dos ditos populares, pois o pior cego é aquele que não quer ver. Ficou indeciso, confuso, pensativo? Quem não tem cão caça com gato, e aquele que fica pensando na morte da bezerra somente se estrepa na vida. Está achando que eu sou um mentiroso, que somente escrevo isso por que estou com a corda no pescoço? Saiba que a verdade é um espelho que caiu das mãos de Deus e se quebrou. Cada um recolhe o pedaço e diz que toda a verdade está naquele caco. Mas, em uma coisa nós vamos concordar plenamente! Todas as lindas flores e os suculentos frutos do futuro dependem das sementes plantadas hoje. Mãos a obra! Se correr, o bicho pega, se ficar o bicho come.