Fotos: Prefeitura de Capivari de Baixo/Divulgação/Notisul
Fotos: Prefeitura de Capivari de Baixo/Divulgação/Notisul

“Crianças, acreditem! Hoje é muito mais fácil para vocês do que foi na nossa época. Desfrutam de facilidades que não existiam na nossa juventude”. Esta e outras frases parecidas foram constantemente enfatizadas durante a troca de experiências realizada na escola Dom Anselmo Pietrulla.
Oito mães explicaram para 27 alunos do 4º ano como era a vida delas quando tinham a idade deles. A experiência faz parte da ação “Resgatando a memória do povo capivariense”, idealizado pelas professoras Carla Regina Xavier e Maria Olívia.

Na oportunidade, todos os alunos presentes preparam perguntas sobre a sociedade e as condições em que as mamães viviam há 30, 40 ou 50 anos. “Nosso propósito foi o de resgatar a cultura através da memória e trazer a família para escola. Foi bem legal”, valoriza a coordenadora da ação, Carla Regina.

Noeli Laroca, mãe do aluno José Claudio Machado Neto, também destacou as diferenças do passado e do presente e enfatizou a importância da ação. “Adorei participar desta atividade. Quanto mais participamos da vida escolar dos nossos filhos, menores são as chances de nossas crianças se perderem pelo caminho”, opina a mamãe Noeli.

Presente na ação, a secretaria de educação e cultura da prefeitura, Maria Conceição de Oliveira Souza, a Tonega, também fez referência a troca de experiência. “O mundo, as mentalidades e as cidades evoluíram. Hoje é tudo mais fácil, mas quando olhamos o passado, acertamos no futuro. Esta ação serviu para eles valorizarem o que têm hoje”, lembra Tonega.

Resgate histórico
Com o propósito de resgatar a cultura da população capivariense, os alunos do 4º ano da escola Dom Anselmo Pietrulla participaram de mais uma ação cultural. A experiência faz parte da ação “Resgatando as tradições”, idealizado pelas professoras Carla Regina Xavier e Maria Olívia.

Os 27 alunos da turma apresentaram para os colegas de outras salas uma encenação caracterizada, que destacou os costumes da população nos tempos passados.
Para a professora Carla Regina, a iniciativa visa mostrar aos alunos que muitas das culturas que se conhece no estado, eram também praticadas em Capivari de Baixo.
“Nosso projeto busca unir a teoria à prática. Tudo o que eles já aprenderam dentro de sala de aula, puderam apresentar para os outros estudantes”, valoriza a professora Carla.

Bagunça gostosa!

Uma prazerosa bagunça ocorreu no gabinete do prefeito de Capivari de Baixo, Luiz Carlos Brunel Alves. As 31 crianças do Cei Amélia Zanella Machado, da comunidade de Ilhotinha, visitaram o prefeito para agradecer pelos aparelhos de ar-condicionado, instalados na instituição.

Uma carta foi entregue para Brunel, que ouviu os pequenos cantarem o hino do município. Sempre disposto, o prefeito brincou com os pequenos, sentou no chão e fez a festa com as criançada.
“Primeiro fico feliz por eles terem vindo aqui. Depois fico feliz em saber que as professoras dos nossos Ceis ensinam a importância de agradecer. Não para mim, mas em casa, na escola”, valorizou o prefeito.
A visita de alunos de escolas e creches à prefeitura faz parte de uma programação especial, em celebração aos 20 anos de emancipação da cidade, celebrado nesta sexta-feira.