Capivari de Baixo ganhou o maior Centro de Educação Infantil (CEI) da região. A unidade está instalada no bairro Três de Maio. A nova escola, que recebeu o nome de Anita Brunel Alves, pode abrigar 123 alunos, de 0 a 5 anos, em período integral.

O prédio tem 1.118,48 metros quadrados e é composto bloco administrativo, bloco de serviços, blocos pedagógicos, bloco multiuso, pátio coberto, anfiteatro e playground. Além disso, dispõe de uma grande área externa que possibilitará a interação das crianças em diversas atividades coletivas.

“O bairro Três de Maio é o que mais tem crianças em todo Capivari, por isso a construção da creche era necessária. Os papais e mamães têm agora um lugar confortável para deixar os seus filhos durante o trabalho. A creche é ampla e está muito bem equipada para abrigar as crianças da melhor maneira possível”, comemora o prefeito Luiz Carlos Brunel Alves.

Muitas ações ocorrerão nos arredores da nova estrutura, desenvolvidas pela secretaria de obras e desenvolvimento rural da prefeitura. Além disso, as ruas em torno da instituição de ensino foram alargadas, rebaixadas e preparadas para a futura colocação de camada asfáltica.
O projeto-padrão da nova creche foi desenvolvido em parceria com a Universidade de Brasília (UNB) e o Fundo de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

História

Projeto conta principais passagens capivarienses

Depois de muitas horas de trabalho e esforço, os alunos do ensino fundamental da Escola Stanislau Gaidzinski Filho, de Capivari de Baixo, finalizaram o documentário “Capivari de Baixo e Suas Memórias”. No audiovisual, as crianças levam os espectadores a uma viagem pela história da cidade.
Dona Pina, padre Hilário e Ivo Sapateiro são apenas três dos seis personagens deste enredo. Estes capivarienses contam as principais passagens da cidades em 19 minutos. O vídeo faz parte do projeto “A Cultura local como instrumento embasador do ensino e da aprendizagem”, criado pela escola. E os alunos não fizeram tudo sozinhos. Eles tiveram o apoio do curso de comunicação social da Unisul, que contribuiu na produção, captação de imagens e edição.
Foram dois dias de gravações e mais de uma semana de edições. E, para completar o projeto, o documentário foi exibido para toda a comunidade. Aos estudantes, coube o papel de elaborar as perguntas e fazer as entrevistas.

Escolas desenvolvem projetos educacionais com foco na cultura dos capivarienses

Todas as escolas municipais de Capivari de Baixo participam do projeto “A Cultura Local como instrumento embasador do ensino e da aprendizagem”, que foi trabalhado com os alunos de cada uma das instituições de ensino.
O resultado do engajamento de estudantes e professores foi apresentada a toda a comunidade escolar capivariense. Cada instituição mostrou o trabalho de uma maneira diferente.
Os alunos da Escola Dom Anselmo Pietrulla, por exemplo, apresentaram uma mostra de objetos, fatos, fotos e brinquedos utilizados no passado. Um vídeo também foi produzido pelos estudantes, com depoimentos de professores e ex-alunos.

Crianças aprendem sobre a história do bairro Santo André

Uma exposição de fotos e redações produzidas pelos alunos, além de recortes de jornais antigos e maquetes que mostram a mudança do bairro Santo André, em Capivari de Baixo, foram parte do Varal Cultural produzidos pelos estudantes da Escola Municipal de Educação Básica Santo André. Todo o trabalho foi produzido e coletado durante o primeiro trimestre deste ano. Eles possuem como tema a “Apuração da Identidade Cultural do Bairro Santo André”. Para a realização do projeto, os alunos fizeram entrevistas com moradores antigos do bairro para entender melhor a realidade vivida pela comunidade.