Existe algo mais bonitinho do que um pequeno – ou grande – peludo companheiro? Se tem algo que as crianças adoram é cães e gatos. Eles são verdadeiros amigos brincalhões. É extremamente saudável possuir um bichinho de estimação. É saudável especialmente no aspecto mental e emocional.

O grande desafio é ensinar as crianças a perceberem que o gatinho ou o cachorrinho não é brinquedo. Eles são seres vivos que merecem tanto respeito, carinho e cuidado quanto os humanos. Este tipo de educação associada é extremamente benéfica para os pequenos.

Além de se divertirem, um bichinho de estimação pode ser uma fonte longa de ensinamentos preciosos, como respeito, tolerância, carinho e responsabilidade, por exemplo.
Para reforçar este aspecto, o prefeito de Capivari de Baixo, Luiz Carlos Brunel Alves, sancionou a lei que institui o Dia de Proteção aos Animais no município. Com isso, a data fará parte do calendário de comemorações oficiais nos órgãos públicos.

Nas escolas, o tema também será trabalhado, principalmente no que diz respeito à posse responsável, um conceito que deve ser ensinado desde muito cedo.
O objetivo da lei é conscientizar no que diz respeito ao tratamento que deve ser dado aos animais, já que todos têm direito a proteção, bons cuidados, atenção, respeito, liberdade em seu habitat natural.
O Dia de Proteção aos Animais será comemorado sempre em 4 de outubro, data em que também se celebra o Dia Mundial dos Animais. E você? Sabe bem como cuidar do seu bichinho?

Veja algumas boas dicas

1 – Antes de ter o bichinho, pense bem! Depois que ele estiver com você, não poderá ser abandonado na rua, por exemplo. Além de ser algo muito feio e cruel, o bichinho vai sofrer, ficar doente e morrer.

2 – Decidiu que terá o cãozinho ou gatinho? Ok! Então agora verifique se tem espaço suficiente para ele e se a sua família tem condições de manter o novo amiguinho. Ele terá que ir no veterinário regularmente, tomar vacinas. Tudo isso gera gastos.

3 – Outra coisa importante é verificar o tamanho que terá depois de adulto.

4 – Que tal adotar o seu novo amigo, em vez de comprá-lo? Amigos de verdade não se importam com raça ou cor, não é mesmo? É assim também no mundo dos animais.

5 – Para ter um animal de estimação, não basta só os cuidados com veterinário, saúde e alimentação, como também é preciso ter tempo e pré-disposição para dar carinho e atenção ao bichinho. Ele não é um objeto, é um ser vivo com necessidades, assim como você.

Um bichinho para ser amado

Ainda não conseguiu decidir se quer um cãozinho ou um gatinho? Fique tranquilo! Independente da sua escolha, seu novo amiguinho será especial. Que tal uma ajuda? Saiba como é conviver com cada um destes peludinhos:

Cães
Considerados os melhores amigos do homem, os cães são bichinhos convidativos para brincadeiras. Os meninos são mais adeptos dos cachorros do que as meninas. Mas isso não é uma regra. Sempre prontos para brincar, os cães também exigem mais atenção do que qualquer outro animalzinho. Por isso, pense bem nisso antes de adotar um. Por outro lado, cuidar de um cão é uma excelente forma de ensinar às crianças conceitos importantes como responsabilidade e dedicação.

Gatos
Que criança não gosta de uma adorável bola de pelo que está sempre pronta para dar e receber miminhos? Dada a sua natureza calma, os gatos são animais perfeitos para conviver com crianças. Muitos acreditam que o animal é mais ligado na casa do que nos humanos, mas isso não é verdade. Os gatinhos também gostam de brincar, pular e correr.

Peixes
Um excelente animal doméstico para crianças que nunca tiveram nenhum. Quase não dão trabalho e a limpeza do aquário pode ser um bom momento para os pais e filhos passarem um precioso tempo juntos. Com os peixinhos, as crianças aprendem a ter paciência, a serem calmas e a apreciarem a beleza da natureza sem ter que tocá-la.

Hamsters
Estes ou outros pequenos roedores – como o porquinho-da-índia ou os ratinhos domésticos – são uma boa experiência pré-cão ou gato. Por quê? Porque são pequenos, muito interativos e brincalhões! Como exigem um tempo de dedicação com a limpeza da gaiola, a criança aprende a importância da higiene, desenvolve a atenção e o carinho, já que os pequenos ratinhos são sensíveis ao toque.