Raça é taxada como agressiva e violenta, porém o comportamento depende do dono

Segundo a organização norte-americana de proteção à natureza One Green Planet, a raça pitbull segue sendo a de maior morte induzida em abrigos nos EUA. O preconceito e o rótulo de violência se deram pelo fato de a raça ser usada como cães de briga em rinhas.

Para atingir um futuro consciente, é preciso que os tutores se responsabilizem por seus cachorros, aprendendo melhores formas de conviver com o animal, se educando e compreendendo melhor sobre comunicação e comportamento canino, para então proteger a si mesmo, a sociedade e o pet.

Um exemplo de bom comportamento desde cedo, vem do rapper Don Charles. Através da irmã, o cantor ganhou um filhote encantador da raça pitbull.

O filhote foi nomeado com o mesmo “Don” tem 3 meses e o cantor o pegou quando tinha semanas de vida, através da irmã que tinha um conhecido e deu um filhote para cada.

O pequeno recebeu o mesmo pronome de tratamento “Don” e mudou para melhor a rotina do rapper que passou a observar de perto o comportamento do pet.

“Ele tem como hábito curioso o fato de roncar bastante e o ensinei a sentar e deitar sem precisar de um adestrador. O pitbull também só faz as necessidades dentro do box no banheiro, o que facilita a limpeza”, afirma Don Charles.

Por mais que muitos ainda tenham receio de criar um pitbull, Don Charles conta que o filhote é muito dócil e gosta de carinho no peitoral e barriga. 

DicaCom os dias mais quentes que estamos tendo as Ongs precisam de doações de caminhas, casinhas, água e ração. Pois nossos peludos também sentem frio, sede e fome. Acolher quem necessita é um ato de amor.  Vamos fazer uma corrente do bem e ajudar estes seres que transformam nossas vidas.

Participe! Se você, assim como eu, adora o seu aumigo e quer vê-lo aqui como nosso destaque, mande um e-mail para: a_crris@hotmail.com. Sigam-nos no Instagram @pipaminhavidadecao, Facebook www.facebook.com/minhavidadecao.