quinta, 17 de outubro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Minha Vida de Cão - Cris Carara

COMO CUIDAR DE CÃES E GATOS COM PROBLEMAS INTESTINAIS?

Publicado em 16/09/2019 00h10

COMO CUIDAR DE CÃES E GATOS COM PROBLEMAS INTESTINAIS?

As doenças intestinais em pets podem aparecer como consequência de diversas questões, apresentando-se de forma crônica ou aguda. Em ambos os casos, é fundamental que o animal seja levado ao veterinário para receber os cuidados corretos como medicação e adequação alimentar.

Quem tem um cão ou um gato deve imaginar o desespero que é vê-lo fraco, vomitando, com diarreia e perdendo peso. Quando diagnosticados precocemente, os problemas intestinais podem ser tratados e o seu cão ou gato voltará a levar uma vida normal.

“As doenças inflamatórias intestinais mais comuns em gatos são a enterite linfocítico-plasmocítica, a enterite linfocítica benigna e a colite linfocítico-plasmocítica. Nos cães, os tipos mais diagnosticados são a enterite linfocítico-plasmocítica e a colite linfocítico-plasmocítica”, conta a médica veterinária e Coordenadora da Comunicação Científica da Equilíbrio, Bárbara Benitez.
Fique sempre atento ao comportamento do cachorro ou gato, porque, se essas doenças não forem diagnosticadas cedo, podem gerar outras complicações.

Causas e tipos de problemas intestinais:
Identificar a origem do problema intestinal é a primeira etapa do diagnóstico. Algumas dessas doenças são causadas por infestação de bactérias nocivas. Para evitar as infecções geradas por essas bactérias, é fundamental que o cão ou gato seja vermifugado de acordo com de acordo com indicação do veterinário com a periodicidade correta.

“A automedicação não é indicada, principalmente, porque, ao invés de tratar, você pode prejudicar ainda mais a saúde do seu animal. Além disso, todo cuidado é pouco com o uso dos antibióticos para cães e gatos. Existem antibióticos que podem causar desequilíbrio na flora intestinal, pois matam as bactérias saudáveis e abrem espaço para a disbiose”, alerta Bárbara.
Problemas intestinais causados pela disbiose:

Cães e gatos são suscetíveis à disbiose - mais popularmente conhecida como “intestino permeável”. “Essa doença se manifesta quando existe ausência das boas bactérias no intestino, o que desregula o equilíbrio natural do organismo e dificulta a absorção de proteínas que podem passar para a corrente sanguínea do animal causando reações alérgicas e doenças autoimunes. Esse desequilíbrio também pode levar ao aparecimento de câncer e à degeneração de órgãos, como fígado e rins”, declara a médica veterinária.

Por isso é tão importante prestar atenção se o seu cão ou gato está se alimentando corretamente e levá-lo o mais rápido possível ao veterinário caso note alguma alteração como diarreia, apatia, falta de apetite, perda de peso, entre outras.

Problemas intestinais causados pela intolerância alimentar:
Outro fator que pode gerar uma doença intestinal é a intolerância alimentar. Alguns cães e gatos acabam desenvolvendo sensibilidade a determinado ingrediente presente em sua dieta ou quando sofrem alguma mudança na alimentação. Essa sensibilidade gera uma inflamação que, por consequência, pode acarretar uma doença inflamatória intestinal.

“Nesse caso, também é recomendado levar o animal ao veterinário para que ele identifique a substância que está causando a intolerância alimentar e, assim, possa indicar a dieta adequada”, orienta a Coordenadora da Comunicação Científica da Equilíbrio.

Doença inflamatória intestinal:
Um problema que pode afetar o seu cão ou gato é a doença inflamatória do intestino, que tem como causas possíveis: fatores genéticos, alergias a alimentos, parasitas, bactérias e anormalidades do sistema imunitário.

“Tome cuidado para não confundir a inflamação do intestino com a síndrome do intestino irritável, que é causada por estresse psicológico. Um dos principais sintomas da doença inflamatória do intestino é o vômito crônico e a diarreia constante”, alerta Bárbara.

Apenas o veterinário poderá diagnosticar corretamente e indicar o tratamento para controlar a doença para que o animal tenha mais qualidade de vida. Algumas raças de cães são mais propensas a desenvolver a doença inflamatória intestinal, como basenjis, terriers, shar-peis e pastores alemães.

A ração indicada para cães que sofrem de casos intestinais crônicos ou agudos - como gastrite canina, má absorção intestinal aguda, supercrescimento bacteriano, insuficiência pancreática exócrina e colite - é a Equilíbrio Veterinary Intestinal. “Esse é um alimento completo, desenvolvido com proteína vegetal hidrolisada que proporciona uma nutrição saudável para o cão sem agredir seu sistema digestivo”, indica Bárbara Benitez.

Lembre-se de levar o seu cão ou gato regularmente ao veterinário para fazer check-ups e evite mudanças radicais na alimentação do seu animal de estimação.


Dica
Com as noites frias de inverno, as ONGs precisam de doações de caminhas, casinhas, cobertores e ração. Pois nossos peludos também sentem frio, sede e fome. Acolher quem necessita é um ato de amor.  Vamos fazer uma corrente do bem e ajudar estes seres que transformam nossas vidas.

Participe!

Se você, assim como eu, adora o seu aumigo e quer vê-lo aqui como nosso destaque, mande um e-mail para: a_crris@hotmail.com. Sigam-nos no Instagram @pipaminhavidadecao, Facebook www.facebook.com/minhavidadecao.


VOLTAR
Banner ServerDo.in
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2019.