Neste período algumas medidas devem ser adotadas para que os problemas sejam minimizados
Baixas temperaturas, também, podem afetar os animais que não estão livres das doenças da estação. De acordo com Karina D’Elia Albuquerque, Médica Veterinária do curso de Medicina Veterinária da Universidade UNIVERITAS/UNG, “pet molhado e tremendo de frio é doença certa! Pet saudável e bem alimentado consegue regular melhor sua temperatura interna”, explica.
Confira os ensinamentos da Médica Veterinária e cuide de seu pet com responsabilidade.
Como cuidar dos pets com esse clima?

Neste período de outono/inverno, algumas medidas devem ser adotadas para que os problemas sejam minimizados, atenção para alimentação, banhos, umidade relativa do ar, atenção para o abrigo dos pets, bem como camas, pacientes que dormem em quintal, etc. Não são todos os pets que estão adaptados ao inverno, raças que apresentam o sub pelo mais proeminente como, por exemplo, Husky Siberiano, São Bernardo acabam se adaptando melhor a esta época, as raças de pelame curto na grande maioria necessita de roupas para proteção.

Com o tempo seco, é importante sempre abastecer o pote de água?
Sem dúvidas, que a água deve sempre ser trocada a ponto de estar limpa e fresca. Como a umidade do ar está muito baixa em algumas regiões, somente a troca de água não é suficiente. Nestes casos, as recomendações são: colocar umidificadores de ar no ambiente, toalha úmidas nas janelas, a fim de melhorar a qualidade do ar.

As rações têm que ser diferenciadas no inverno?
São raros os casos que o médico veterinário indica aumentar a quantidade da alimentação. A recomendação é fracionar mais as refeições de um modo que o pet não fique muito tempo com o estômago vazio.

Participe!
Se você, assim como eu, adora o seu aumigo e quer vê-lo aqui como nosso destaque, mande um email para: a_crris@hotmail.com. Sigam-nos no Instagram @pipaminhavidadecao, Facebook www.facebook.com/minhavidadecao.