sexta, 22 de fevereiro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Lily Farias

Como pagar?

Publicado em 23/01/2019 00h05

Não se fala em outra coisa a não ser a preocupação de como pagar a conta de energia da Celesc. Os valores altos na fatura ainda é questionado pela maioria dos catarinenses, que não se contentaram com a resposta da Concessionária: “O aumento na conta de luz para muitos clientes se deve, em grande parte, ao maior consumo de energia registrado nos últimos meses, especialmente pelo uso de equipamentos elétricos, como ar-condicionado e motores de piscina, em períodos de temperatura elevada”. O que ainda não ficou claro para muitos, é que o aumento excessivo veio também para quem usa só o ventilador para se refrescar e afirmam que mantiveram o consumo de energia em relação aos meses anteriores. Em nota a Celesc disse que só neste mês o recorde de consumo foi batido três vezes, três dias seguidos – 15 de janeiro (4.875MW, 16 de janeiro (4.989,82 MW) e 17 de janeiro (5.030MW).   “Quem tem um consumo de até 150 kwh vai pagar 12,5% de ICMS, acima de 150 kwh o imposto passa a ser 25%  e isso ocasiona um aumento muito maior na fatura de energia elétrica”, explica o Gerente Regional da Celesc, em Tubarão, Giocondo Tasso. Agora, um documento foi protocolado no Ministério Público de Tubarão pedindo informações detalhadas da cobrança aos consumidores. Vamos aguardar.

Nome Social
O Governador Comandante Moisés anunciou  que nos próximos dias vai assinar um decreto em que todos o setores do Governo do Estado adotarão o uso do nome social no tratamento com os cidadãos que buscam os serviços do Estado. Conforme o Governador, Esse decreto é baseado em uma norma federal  determinando que, a partir de março de 2019, todo o Brasil passará a usar uma nova carteira de identidade, que reunirá todos os documentos em um só. “Essa nova identidade trará o nome social de um lado e, no verso, o nome de registro civil”, detalhou o governador.

Sem definições
Ainda é uma incógnita o nome de quem vai assumir a Gerência Estadual de Educação em Tubarão. Os nomes são os mais variados para substituir Jaime Ondino Teixeira. Nada confirmado ainda, mas há duas indicações para o cargo: a professora aposentada do Estado e coordenadora do curso de Ciências Biológicas da Unisul, Maricelma Jung e a professora Fabíola Cechinel.

Afastamento
O vice-prefeito de Tubarão, Caio Tokarski,  vai ficar afastado dos trabalhos durante uma semana para tratmento de saúde. Ele passou mal e após exames descobriu uma úlcera. Quando voltar  na próxima segunda-feira, Caio vai assumir o comando do município. Joares Ponticelli vai pegar uma semana de férias para viajar com a mãe.

Até fim de abril

A desativação das 20 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), foi oficializada em um decreto assinado pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés. O documento detalha a forma como a desarticulação será feita, sob a coordenação de um grupo composto por representantes de diversos órgãos do governo. De acordo com o decreto, todo o processo de desativação das ADRs deverá estar concluído até o dia 30 de abril. A extinção definitiva das agências será objeto da reforma administrativa, a ser encaminhada à Assembleia Legislativa no próximo mês. A publicação ocorreu na edição desta segunda-feira, do Diário Oficial do Estado.

Prefeituras e o Estado

Após anunciar a publicação do decreto de sativação das ADRs, o governador Moisés recebeu na Casa d’Agronômica, o prefeito de Tubarão e presidente da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), Joares Ponticelli. O secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e o diretor executivo da Fecam, Rui Braun, também participaram da reunião. Na ocasião, foi discutido o futuro da relação entre as prefeituras e o Governo do Estado, a partir da criação da Central de Atendimentos aos Municípios. 

No caminho certo

Ponticelli elogiou a extinção das ADRs e sugeriu que as 21 associações de municípios tenham participação ativa na interlocução com a gestão estadual. “Foram reuniões muito produtivas. Foi importante ouvir do governador a disposição para discutir essa nova estrutura, que tem sidoconstruída a quatro mãos, com a Fecam participando ativamente do processo. Quem ganha com isso é Santa Catarina”, avaliou o presidente da Federação.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital