sexta, 26 de abril de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Inteligência Financeira - Camila Scussel

Finanças de Natal

Publicado em 22/12/2018 01h52

Segundo pesquisa do SPC Brasil 72% das pessoas vão presentear nesse natal, 19% ainda não decidiram e apenas 9% referiu que não comprará presentes no natal. Isso significa um consumo de 51,2 bilhões na economia. Legal né? Seria, se não tivéssemos um índice de 12% da população desempregada e de 13% que se auto definem como muito endividado.

Lá vem a “estraga prazeres” Camila, dar bronca de novo!!! Não sou contra você consumir mais nas as compras em datas comemorativas. Datas comemorativas estimulam o comércio, contratam muita gente, alimentam muitas famílias. O problema é o consumo não consciente. O natal acontece dia 25 de dezembro há quase dois mil anos, ele não pode ser usado de desculpa para seu endividamento. Da mesma forma, o carnaval também não foi inventado esse ano, o dia das mães é em maio, o aniversário do seu filho cai sempre no mesmo dia, e por ai vai…  ou você se prepara para tais datas, ou deixa de presentear, não tem outra forma.

Fazer as compras de natal antecipada e planejadamente reduz em até 50% os gastos. No mês de dezembro tudo está mais caro. O comerciante tem contratações temporárias, horário estendido, locação de imóveis extras para depósito, frete mais caro etc. Ter uma listinha das pessoas para quem você vai comprar presente e um orçamento já pré-definido para cada presente, é uma ação simples que impede que você “se perca” nas compras, gastando mais do que poderia. Você pode até ter dificuldades para encontrar presentes legais dentro do seu orçamento, mas, com certeza, não vão ser maiores do que a dificuldade de pagar uma fatura do cartão de crédito além das suas condições no mês seguinte. (Só para te lembrar: juros do crédito rotativo passa de 270% ao ano).

Para quem não está em condições de comprar nem mesmo um pequeno presente, lembre-se: você não tem obrigação de presentear ninguém. Você pode ter tido um ano ruim, de pouco rendimento, pode ter perdido o emprego. Há muitas pessoas nessa situação. Não queime os poucos recursos que ainda restam. Faça um natal com presentes mais simbólico. Em vez de presente, dê seu tempo, sua dedicação, sua atenção. Frustrante para quem espera um presente material? Provavelmente, mas essa privação será temporária. Quando estamos endividados ou sem dinheiro esse sacrifício temporário é benéfico, pois quebra o ciclo e proporciona o reequilíbrio, não fazendo o efeito “bola de neve” nas dívidas. Concentre seus recursos e esforço para se reequilibrar financeiramente, com planos de um natal mais farto assim que as coisas melhorarem.

Para todos que leem minha coluna ou me assistem nos vídeos semanais, (para quem ainda não sabe são publicados sempre nas quartas-feiras nas mídias do Jornal Notisul), eu agradeço a atenção e para todo faço votos de um natal feliz e rico das coisas que o dinheiro não compra, porque as que o dinheiro compra, caso você não tenha hoje, certamente terá em um futuro breve, se usar de dedicação, perseverança e educação financeira.

Siga-me nas mídias sociais:
Facebook.com/juroquedacerto
Instagram: @camilascussel
bit.ly/juroquedacerto


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital