Zahyra Mattar
Imbituba

A Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) de Imbituba é a única do Brasil que tem condições de abrir as portas. Isto era previsto para ocorrer neste ano. A área depende apenas de uma única autorização: o alfandegamento, cujo aval é dado pela Receita Federal.

Este único passo para que a ZPE agregue forças ao porto de Imbituba e traga efetivo desenvolvimento para a região é aguardado há pelo menos cinco anos. E não há previsão para que seja dado, ainda que não existam mais impedimentos administrativos para a funcionamento da ZPE.

A zona de processamento de Imbituba já possui três projetos para instalação de empresas aprovados. As indústrias são dos setores de calçados, de móveis e de confecção de detectores de metais. Outros três ramos de atividade já pleiteiam espaço: o setor cerâmico, o de fibra náutica e o de lapidação de pedras.