As autoridades de Wuhan introduziram no sábado uma quarentena obrigatória de 14 dias para pacientes recuperados do coronavírus, depois que algumas pessoas que haviam recebido alta tiveram novo teste positivo. 

Todos os pacientes que haviam se recuperado foram enviados para locais designados para duas semanas de observação médica, disse o centro de comando e controle de coronavírus da cidade no Weibo, o equivalente chinês do Twitter.

Wuhan e o resto da província de Hubei, da qual é a capital, continuaram sendo responsáveis pela grande maioria dos casos confirmados de coronavírus na China continental, onde cerca de 77 mil foram infectados e mais de 2,4 mil morreram.

Os novos arranjos de quarentena vieram depois que especialistas médicos chineses na linha de frente da batalha para conter o surto alertaram que os pacientes recuperados ainda podem portar o vírus e serem contagiosos.