Conhecido pelo seu profissionalismo, seu sorriso contagiante e pelo seu coração gigante, Moisés Formentin de Aguiar, 31 anos, encerrou sua trajetória na terra neste domingo (5) de abril. Vítima de um acidente de carro, em 18 de fevereiro, em Urussanga, o arquiteto e urbanista da Weber Empreendimentos, de Braço do Norte, que estava internado desde então, não resistiu e faleceu por volta das 10h30 no Hospital São José, em Criciúma.

Moisés trabalhava há quatro anos na Weber. Para o CEO executivo da empresa, Fernando Weber, a empresa não perde um profissional, e sim um grande amigo. “Moisés era um profissional dedicado, comprometido, companheiro muito leal, transparente, excelente ser humano, um irmão nosso, que entendeu o propósito da Weber de fazer o diferencial, ele foi responsável por vários projetos da Weber, entre eles, o nosso primeiro Centro Universitário, em Braço do Norte, a Unisul, além de diversas casas, hotéis, postos de combustíveis, bairros planejados, projetos de verticalização, entre muitos outros. O Moisés sempre esteve do nosso lado para o que precisasse, não só na área técnica, mas como amigo também. Uma grande perda, sem sombra de dúvidas”, lamenta Fernando.

Moisés era muito querido pelos colegas e deixou grandes amizades. Para o engenheiro civil da Weber, Paulo Santos Heidemann, a saudade será eterna. Paulo garante que o sorriso, o olhar de alegria e o jeito brincalhão de Moisés jamais serão esquecidos. “Ele além de um excelente profissional, era um grande amigo. Tinha um grande coração, sempre pensava no bem de todos. O Moisés sempre foi uma pessoa muito positiva e otimista. Vai fazer muita falta, sem dúvida”, recorda Paulo.

Para Alcione Warmling, engenheira civil da Weber, Moisés, ficará para sempre na memória de quem o conhecia. Alcione revela que será difícil seguir sem ter o amigo ao seu lado. “O Moisa como era carinhosamente chamado, além de ser um grande profissional, ele é meu melhor amigo. Aprendi muito com ele, foi a primeira pessoa a me incentivar a começar outra faculdade, a de arquitetura. Ele vai fazer muita falta, não só na minha vida, mas na vida de todos que o conheciam”, descreve Alcione.

Moisés deixa pai, mãe, três irmãos e namorada.