Com duas funções principais e distintas na vice-presidência da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), Aperfeiçoamento Empresarial e CDL Jovem, Walmor Jung Júnior, ressalta que apesar de se lidar com um período de cautela, de fechamento de lojas e de desemprego ao mesmo tempo se percebe que o comércio mostra reação. “A economia está se ajustando e acreditamos que julho e agosto devem fechar de forma positiva”, avalia.

Ele acentua que dentro da sua área de atuação na FCDL, a preocupação maior é com relação às ações que se pode executar em conjunto com todas as CDLs, para que se consiga atuar de maneira empreendedora, com uma prestação de serviço que atenda as demandas de todos os associados em Santa Catarina.

Um exemplo claro desta atuação, segundo Jung, é o desenvolvimento da campanha ‘Comércio Consciente’. “Estamos não apenas zelando pela manutenção da abertura do comércio, mas também pela saúde das pessoas, visto que saúde e economia andam juntas”, enfatiza.

Ele lembra que a primeira ação das autoridades em relação à pandemia da Covid-19, sempre foi o fechamento ou restrições impostas ao comércio. “Isto dá visibilidade, mas não somos os vilões do processo de transmissão do vírus. Se fossem tomadas todas estas precauções por outras atividades como o comércio adota haveria uma prevenção maior diante de tudo que está acontecendo”, argumenta.

Ressalta que há plena consciência da responsabilidade dos empresários, não apenas em Tubarão, mas em todo o Brasil neste momento crítico que o mundo passa. “Os lojistas, de modo geral, mostram preocupação com seus colaboradores, com os cuidados necessários para que os estabelecimentos permaneçam abertos”, diz.

Todas as obrigações protetivas que as autoridades indicam, segundo ele, a orientação aos lojistas é que as medidas sejam ampliadas para que se tornem muito mais seguras. “Existe uma preocupação muito grande com a segurança, com o cumprimento das medidas em relação a higiene relacionadas ao uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social. Todas as determinações foram aceitas e continuarão sendo aceitas quando decretadas e, todas as CDLs em Santa Catarina acatam as decisões conjuntamente”, acentua.

VENDAS

Em relação ao crescimento no volume de vendas se for comparar com 2019, segundo Walmor Jung, há o registro de queda. Ele cita como exemplo, o Dia das Mães de 2019 em comparação a data deste ano, com uma queda de 13%. O Dia dos Namorados registrou queda de 7% e o Dia dos Pais em torno de 5%.

“Só que no primeiro semestre deste ano registramos um aumento nas vendas de 2%, em relação ao mesmo período de 2019, consolidando o comércio de Santa Catarina em terceiro lugar em volume de vendas no país”, salienta.

Ele ressalta que o comércio está reagindo. “Estamos falando em um período de cautela, de desemprego, mas percebemos que a economia está se ajustando e acreditamos que julho e agosto irão fechar positivo”, conclui.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul