Neste local, quente e protegido da ação da chuva e do sereno, milhares de lugares estão vazios todas as noites. Porque não utilizá-lo de uma maneira mais altruísta? Foi pensando nisso que a ONG BedDown convidou um estacionamento na Austrália a ceder seu espaço durante as noites para receber pessoas sem-teto.

Após as 22h, as centenas de vagas de veículos se transformam em um aconchegante espaço para os moradores de rua poderem dormir todas as noites, longe da violência e do barulho das ruas, além do frio.

A iniciativa é de Norm McGillivray, um ativista cujo pai morou nas ruas por um tempo após perder o emprego em decorrência de uma doença que paralisou completamente seu corpo.

McGillivray queria ajudar a população sem-teto de alguma maneira, ciente do que essas pessoas passam nas ruas todos os dias. Assim, ingressou na ONG BedDown e propôs a diversos estacionamentos a possibilidade de cederem seu espaço à noite, quando não estão em funcionamento.

A iniciativa beneficiaria centenas de moradores de rua, ao passo que não afetaria os lucros desses locais.

Um dos estacionamentos topou a empreitada.

A área do estacionamento fica cedida por cerca de oito horas. Nesse período, centenas de camas improvisadas ‘brotam’ pelo local.

Às 22h, uma equipe de voluntários traz os sem-teto, monta as camas e ainda oferecem banho e um jantar bem reforçado.

Pela manhã, desmontam tudo o que foi erguido na noite anterior e distribuem o café da manhã.

De acordo com o portal 7News, da Austrália, o programa tem sido muito bem recebido pela comunidade. Políticos da região têm classificado a iniciativa como ‘magnífica’.

A ONG BedDown estima que existam 8 mil pessoas em situação de rua no país.

“O tamanho de uma vaga de estacionamento geralmente tem cinco metros de comprimento por três metros de largura. Dá para acomodar até três camas em uma única vaga. Além disso, esses estacionamentos geralmente estão bem localizados, portanto, são acessíveis a pessoas que precisam de um lugar para dormir”, afirma Norm McGillivray.

Fonte: Upsocl/Fotos: Facebook/BedDown