Dormir bem, infelizmente, não ocorre em todas as pessoas, entre bebês, crianças, jovens, adultos e idosos. Para informar, trazer novidades e as últimas pesquisas na área, de 18 a 24 de março, acontece a Semana do Sono. Período de destaque em todo território nacional, que, neste ano, traz como lema: Sono de qualidade, mente sã, mundo feliz.

“ A quantidade de horas dormidas a cada noite varia muito conforme a idade e de pessoa para pessoa. No geral, os adultos precisam de, em média, 6 a 9 horas de sono por dia, mas não é uma regra. O importante é que cada um respeite o seu tempo. Alguns se sentem melhor ao dormirem 6 horas, outros necessitam de 10 horas. A qualidade desse sono é que faz a diferença”, destaca a neurologista, especialista em sono, do Complexo Médico Provida, Dra. Aline Vieira Scarlatelli Lima Bardini.

A importância do sono vai além de ter, muitas vezes, sonolência ou indisposição durante o dia. Conforme a médica, a privação desta pausa, interfere diretamente na saúde.
“Não dormir bem seguidamente afeta o desempenho intelectual, o humor, a memória, o peso corporal, reduz a imunidade e aumenta os riscos de doenças como diabetes, hipertensão arterial, obesidade e depressão”, alerta a neurologista.

Para auxiliar na melhor conduta e no correto tratamento, inicialmente, as causas dos distúrbios do sono precisam ser diagnósticas por especialistas.

Principais queixas que alertam sobre a presença de distúrbios do sono, destacadas pela campanha:

– dificuldades persistentes de iniciar ou permanecer dormindo;
– sonolência diurna;
– fadiga ou baixa energia;
– alterações da memória e concentração;
– perturbação do humor;
– problemas comportamentais;
– prejuízo no funcionamento ocupacional ou social;
-comportamentos anormais durante o sono;
-comer de maneira não controlada durante a noite;
– despertar com falta de ar, roncos ou apneias testemunhadas;
– sensações desconfortáveis nas pernas na hora de dormir;
– ranger os dentes;
– acordar com dor de cabeça ou dor nos maxilares ou regiões auriculares e outros.

Hábitos saudáveis para uma boa noite de sono:

– ir para cama com sono,
– manter uma rotina regular no horário de deitar e levantar
– manter o quarto escuro e silencioso à noite
– manter a temperatura do quarto confortável para iniciar e manter o sono
– manter os animais que atrapalham o sono fora do quarto de dormir;
– evitar fazer atividades na cama como: assistir televisão, usar smartphones, ler e-mails e etc.;
– evitar alimentação pesada próximo ao horário de dormir;
– evitar o uso de bebida alcoólica e alimentos ou ainda bebidas com cafeína, próximo ao horário de dormir;
– evitar tabagismo;
– praticar exercícios físicos regularmente, evitando horários próximos de deitar e
– evitar o uso de medicamentos para o sono sem prescrição médica.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Provida