O crescimento do turismo em Gravatal deve-se também à beleza dos municípios da região. A águas termais são claramente um atrativo.
O crescimento do turismo em Gravatal deve-se também à beleza dos municípios da região. A águas termais são claramente um atrativo.

Karen Novochadlo
Gravatal

Para crescer, os municípios da Grande Tubarão têm investido no turismo regional. Aliar a beleza da serra, do campo e do litoral torna mais fácil vender a região para outros estados e até o exterior. Em Gravatal, isso tem se tornado uma missão.

O pequeno município, dotado de águas termais, está com hotéis lotados para os feriados de Finados (dia 2) e da Proclamação da República (15). E, em muitas outras ocasiões, a situação se repete. Seja no inverno ou no verão.
A secretária de turismo da prefeitura, Marta Régis Fogaça, explica que uma das estratégias é vender a imagem de outros municípios no pacote. “O turista de São Paulo viaja 800 quilômetros para vir para cá. Ele também quer conhecer a Serra do Rio do Rastro e as praias”, explica a secretária.

Uma das parcerias firmadas é com São Martinho, onde é oferecido um café colonial aos visitantes. Muitos também se aventuram a conhecer as terras da beata Albertina Berkenbrock e encontrar um local de fé e devoção. Também foram formadas parcerias com Nova Veneza, com o Carnaval inspirado no italiano, e Urussanga, com a colonização italiana. E não é descartado levar os visitantes para conhecer as praias da região neste verão.
Em Tubarão e Gravatal, existe um roteiro por onde os turistas cruzam a comunidade do Rio do Pouso, na Cidade Azul, segue por São Miguel e encerra nas termas de Gravatal. Na comunidade de São Miguel, existe um forte potencial para o desenvolvimento do turismo rural.

Temporada das baleias chega ao fim

A temporada de observação das baleias franca no litoral sul de Santa Catarina aproxima-se do fim. Só neste ano, desde julho, foram observados 173 animais diferentes. Inclusive em Imbituba. Um dos melhores resultados de todos os outros anos.

O número de turistas também cresceu. Mesmo com um inverno rigoroso em julho e agosto, centenas prestigiaram as gigantes do mar e seu espetáculo na costa catarinense. Até setembro, 1.079 turistas fizeram o passeio.
Além dos turistas, estudantes de ciências biológicas de diferentes universidades do Brasil aproveitaram a temporada para ampliar o conhecimento. Os acadêmicos também assistiram a um mini-curso sobre cetáceos, que é oferecido pela Instituto Baleia Franca para este tipo de público.

Outro segmento que cresceu muito nesta temporada foi o de operadores internacionais de turismo, que vieram conhecer o whale watching praticado em Santa Catarina. Segundo o presidente do IBF e um dos precursores da atividade, Enrique Litman, houve muita divulgação feita junto às mais importantes feiras internacionais de turismo. “Tivemos mais de 70 agências e operadoras da Alemanha, Inglaterra, Holanda, Estados Unidos, Espanha, Itália e outros destinos”, comemora Litman.

Hotéis cheios para feriados em Laguna

Ainda não é propriamente a temporada de verão, mas o sol animou muitos turistas a irem às praias neste fim de semana. O Dia do Servidor Público, nesta sexta-feira, contribuiu para que os hotéis tivessem movimento neste fim de semana. Mas é no dia 15, feriado nacional, que tendem a estar lotados. Hoje, já estão com 80% de lotação para esta data. A expectativa não é tão animadora para a próxima quarta-feira. Como o feriado é no meio da semana, será difícil que “emendar”.

O empresário do ramo hoteleiro Peterson Crippa destaca que o Moto Laguna, em dezembro, é o grande evento que trará mais visitante. “Nos três últimos anos, observamos a tendência de crescimento no faturamento de 10% a cada temporada. A expectativa é que o mesmo ocorra este ano”, explica Crippa.
A partir do dia 26 de dezembro até o dia 15 de janeiro, deve ter lotação de 100% nos hotéis. O mesmo ocorre no Carnaval.