Parece que é cada vez mais difícil encontrar o amor verdadeiro no mundo atual. As pessoas estão se tornando cada vez mais egoístas e preocupadas apenas com o próprio crescimento, raramente estendendo a mão para aqueles que precisam de ajuda.

O romance não tem mais a mesma magia de antigamente, agora é tudo muito superficial e uma conexão de alma com outro alguém é uma verdadeira raridade!

No entanto, um casal brasileiro está mostrando a todos que o amor verdadeiro ainda pode ser encontrado em sua mais pura forma.

Inês (88 anos) e Vicente (84 anos), mineiros da cidade de Lamim, no interior de Minas Gerais vão finalmente se casar e a história dos dois é muito linda e inspiradora! Vamos contá-la desde o princípio, onde tudo começou.

Inês era casada com Dorlindo, um homem que conheceu quando era jovem, pelo qual se apaixonou e casou. Os dois eram muito parceiros e trabalharam desde cedo para formar a própria família. Depois de alguns anos, mudaram-se para Belo Horizonte, onde Dorlindo trabalhava na prefeitura, fazia uns bicos como pedreiro e também vendia colchões e travesseiros fabricados por ele mesmo, para ajudar na renda da família. Ele construiu a casa da família na cidade, além de um outro imóvel onde Inês montou o seu Armarinho.

No entanto, a vida do casal mudou em um piscar de olhos, logo após o nascimento do filho mais novo. Dorlindo sofreu um atropelamento, sofreu um sério traumatismo e um aneurisma. Ele ficou em estado grave e foi internado num hospital psiquiátrico, mas voltou para casa para ser cuidado por Inês.

Inês se dedicou a cuidar de Dorlindo por mais de 40 anos. Ele faleceu com 92 anos e com a certeza de que foi amado pela sua companheira de vida. “Alguns tios mais novos e os netos não se lembram dele são. É muito triste, mas todos nós acompanhamos de perto o amor dos dois! Meu avô sempre foi um doce com todos nós e a minha avó cuidou dele com todo o amor e dedicação do mundo. Até o último dia de vida dele”, disse a neta de Inês, Júlia Neves, ao Razões para Acreditar.

Depois do falecimento de seu marido, dona Inês ficou sozinha, sem se relacionar com outras pessoas, até que Vicente, um homem que a amou e admirou por toda a sua vida, reapareceu e decidiu se declarar para ela, 3 após a morte de Dorlindo.