#pracegover Na foto, Onix Lorenzoni, da Secretaria Geral da Presidência, Presidente Jair Bolsonaro e o prefeito de Chapecó João Rodrigues
Foto: Onix Lorenzoni, da Secretaria Geral da Presidência, Presidente Jair Bolsonaro e o prefeito de Chapecó João Rodrigues caminham pelo Centro Avançado de Atendimento Covid-19/ Assessoria imprensa Prefeitura de Chapecó

O presidente Jair Bolsonaro visitou nesta quarta-feira (7) o município de Chapecó, na região Oeste de Santa Catarina, para conhecer o Centro Avançado de Atendimento Covid-19. A unidade foi desativada após a alta e a transferência de pacientes para outros setores.O presidente visitou a estrutura que atendeu mais de 200 pacientes e em pouco mais de um mês promoveu mais de 100 altas e mais de 80 transferências, num momento em que os hospitais e a UPA estavam lotados.

Durante discurso, Bolsonaro voltou a defender o tratamento off-label de infectados com Covid-19. O medicamento chamado off-label é aquele prescrito pelo médico que diverge das indicações da bula. Desde o início da pandemia, no ano passado, o presidente defende o uso dessas medicações como, por exemplo, a hidroxicloroquina, que não tem eficácia científica comprovada contra a doença, mas pode ser prescrita por médicos com a concordância do paciente.

“É um direito e dever do médico, ele tem que buscar uma alternativa”, disse Bolsonaro. “Hoje têm aparecido medicamentos ainda não comprovados que estão sendo testados, e o médico tem essa liberdade, tem que ter”, completou.

Em outro momento, Bolsonaro disse que conversou com o prefeito e elogiou a iniciativa de João Rodrigues em dar liberdade aos médicos em relação ao tratamento precoce do Covid-19.

“Ele liberou os médicos para que dissessem o que o paciente pode receber. A minha intenção em vir aqui é para mostrar para o resto do Brasil o que foi feito”, disse Bolsonaro, em declaração para a imprensa, após a visita ao Centro de Eventos de Chapecó, onde foi montado o Centro Avançado de Atendimento à Covid.

João Rodrigues, também discursou durante a cerimônia e destacou que o cuidado com a saúde, tratando quem precisa e ao mesmo tempo permitindo as atividades econômicas, propiciou a Chapecó ter mais de 800 vagas no Balcão de Empregos.

“Hoje podemos dizer que somos um exemplo, mas o mérito é de toda a população, da união de esforços. Quero agradecer e reconhecer todos os profissionais de saúde do município, do Hospital Regional do Oeste e Unimed. Também quero agradecer ao setor empresarial, que doou R$ 2,5 milhões para ações de combate à Covid. Aqui a liberdade e a união deram resultado. Aqui conjugamos a saúde e a economia”, destacou o prefeito.

*Com informações da Prefeitura de Chapecó e Agência Brasil

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul