Tubarão

Os trabalhos de combate e prevenção ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya são realizados semanalmente pela equipe da Vigilância Epidemiológica da prefeitura de Tubarão. São quase 300 armadilhas monitoradas e dezenas de pontos estratégicos visitados, sendo que, até o momento, nenhum foco do mosquito transmissor foi encontrado neste início de ano.

As tradicionais armadilhas artesanais estão em empresas de vários segmentos. Os estabelecimentos escolhidos têm um fluxo intenso de saída e chegada de veículos de carga, que podem facilitar a migração do Aedes aegypti de outras regiões para a Cidade Azul. Nestes locais, os agentes de campo fazem visitas a cada sete dias.

A Vigilância Epidemiológica também visita, a cada duas semanas, borracharias, cemitérios, depósitos e outros locais a céu aberto com possibilidade de existência de água parada, cenário propício à reprodução do mosquito. Como não houve anormalidades nas últimas visitas de inspeção, a questão do combate à dengue em Tubarão é considerada sob controle.