A Vigilância Epidemiológica de Florianópolis confirmou a infecção de sarampo em uma das pessoas presentes em show da banda Dazaranha no último dia 1, no Le Barbaron, na Praia Brava. Os exames realizados pelo Lacen (Laboratório Central) confirmaram a suspeita na manhã desta terça-feira (11).

Até a manhã desta segunda-feira (11), a Secretária de Saúde não identificou outras vítimas de sarampo entre as pessoas que estiveram no Le Barbaron durante o show.

Somente entre a última quinta-feira (6) até este domingo (9), 22 pessoas suspeitas de sarampo deram entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Norte. Destas, sete foram confirmados para sarampo e outras sete tiveram a suspeita descartada. Oito casos continuam em investigação.

Agora, a Secretária de Saúde chamará as pessoas de até 59 anos que estiveram no Norte da Ilha de Santa Catarina para tomarem a vacina do sarampo.

No último sábado (8), a casa informou que seria emitida uma nota orientando os clientes que estiveram presentes naquela noite para verificarem a carteira de vacinação. A reportagem tentou contato com o estabelecimento Le Barbaron, mas ninguém atendeu às ligações na manhã desta terça-feira (11).

Leia também:

Sarampo: nova etapa de vacinação começa nesta segunda-feira em Florianópolis

Prefeitura de Florianópolis alerta para caso de sarampo em show do Dazaranha

Prefeitura ‘convoca’ frequentadores de casa noturna após caso de sarampo, em Florianópolis

Campanha de vacinação

Começou nesta segunda-feira (10) a segunda etapa de vacinação contra o vírus, em Florianópolis. Pessoas com idade entre 6 meses e 49 anos devem ser vacinadas até 13 de março.

Documentos necessários

Para tomar a vacina é necessário levar a caderneta de vacinação para avaliação em qualquer uma destas salas, independentemente de ser o seu bairro ou não. Caso necessário, a pessoa já receberá a dose.

Caso a pessoa não tenha caderneta de vacinação, ela receberá a dose indicada para faixa etária junto com uma nova caderneta ou comprovação de vacinação.

“Reforçamos que a população em idade escolar deve apresentar comprovante de vacinação no momento da matrícula e, nos próximos dias, a Vigilância Sanitária realizará vistoria em escolas públicas e privadas para verificar a situação vacinal dos alunos”, reforça Ana Cristina Vidor, Gerente da Vigilância Epidemiológica de Florianópolis.

O que é o sarampo e quais os primeiros sintomas?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, altamente contagiosa e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. Sua transmissão se dá de forma direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções expelidas pelo doente ao tossir, espirrar, respirar e falar.

Os primeiros sintomas são febre alta, com duração de quatro a sete dias, e manchas avermelhadas na pele (exantema maculopapular). As manchas começam no rosto e atrás das orelhas, e depois, se espalham pelo corpo.

Geralmente, aparecem entre 10 e 12 dias após o contato com o vírus. Elas podem vir acompanhados de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal.