O temporal desta terça-feira (30), à tarde causou estragos em diversas cidades do Sul, Serra e Oeste de Santa Catarina. Foram registradas fortes rajadas de vento. Ocorreram quedas de árvores destelhamento de casas, postes caídos, um deles em cima de um veículo, vidros de janelas quebrados, em Concórdia, por exemplo, toda a estrutura do telhado da rodoviária veio a baixo, na BR-101 houve deslizamento de terra e caminhões tombaram.

Em Laguna, a rodoviária também teve estragos devido ao temporal. Também ocorreu destelhamento no local, porém não há informações de feridos. Houve registro de falta de energia. Gravatal, Braço do Norte também registraram destelhamentos. Já em São Ludgero teve quedas de árvores e destelhamentos. De acordo com o produtor e suinocultor Edilson Heidmann, o vento arrancou árvores e foi uma situação triste. “ Estávamos na granja de porcos e destelhou cerca de 50%. Ninguém se feriu. Tivemos prejuízos consideráveis”, assegura.

Ainda na Amurel, em Imbituba, no porto, um guindaste bateu em um navio. Em Tubarão, muitas ruas ficaram com uma lâmina d’água. A Celesc informou que mais de 1,4 milhão de unidades consumidoras ficaram sem energia no Estado. A equipe da Defesa Civil regional continua em alerta.

Vários bairros de Florianópolis e de cidades da Grande Florianópolis tiveram destelhamentos, postes caídos, uma parede de uma casa caiu em cima de um carro. Em Balneário Camboriú também foi registrado estragos. Na região Sul, o temporal começou por volta das 15h.

Um boletim alertando a população para o risco de temporais com rajadas de vento e granizo para as próximas horas, foi emitido no início da tarde desta terça-feira (30), pela Defesa Civil. As temperaturas máximas não passam dos 15°C no Planalto Sul, de 16°C a 20°C na porção Oeste, Planalto Norte, de 18°C a 25°C no Litoral Sul, Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e podem chegar aos 28°C no Litoral Norte.