Vigas que sustentarão as futuras pistas elevadas, no viaduto duplo de acesso principal a Capivari de Baixo, começaram a ser instaladas nesta semana. Os motoristas devem ficar atentos ao passar pelo trecho neste fim de semana
Vigas que sustentarão as futuras pistas elevadas, no viaduto duplo de acesso principal a Capivari de Baixo, começaram a ser instaladas nesta semana. Os motoristas devem ficar atentos ao passar pelo trecho neste fim de semana

 

Capivari de Baixo
 
O içamento de vigas sobre o viaduto duplo de acesso a Capivari de Baixo, na BR-101, começou a ser feito esta semana. O surgimento da estrutura de concreto torna a obra mais evidente e dá forma ao equipamento. Nesta primeira etapa, um total de 12 vigas serão instaladas.
 
As traves medem 27 metros de comprimento por dois metros de altura, e têm a função de sustentar as pistas elevadas. Depois de concluído, o viaduto terá 219 metros de extensão. É o maior deste tipo em todo o lote 25, entre Capivari de Baixo e Laguna.
 
Com os trabalhos, os motoristas que trafegam no sentido sul, entre o bairro Vila Flor e o viaduto de acesso à Capital Termelétrica, devem redobrar os cuidados. A Polícia Rodoviária Federal vai monitorar o transporte das vigas. Os serviços continuarão neste sábado.
 
Lote 29 tem seis quilômetros de pistas duplicadas liberadas
Um trecho de pistas duplicadas no lote 29, entre Araranguá e Sombrio, na BR-101, começaram a ser liberados para o tráfego de veículos. Ao todo, serão seis quilômetros entre o bairro Sanga da Areia e o viaduto de acesso ao bairro Campo D’água, em Araranguá.
Os motoristas devem redobrar a atenção neste trecho antes feito em via simples. Este é o primeiro segmento de pistas duplicadas a ser liberado nas obras de expansão da rodovia no lote 29.
O trecho do consórcio Construcap/Ferreira Guedes/MAC Engenharia estende-se por 26 quilômetros, entre Araranguá e Sombrio. Nesta extensão, estão liberados dois viadutos (acessos a Sanga da Toca e a Ermo). A sinalização definitiva em todo o lote será implantada ao fim das obras de duplicação, prevista para dezembro deste ano.
O limite de velocidade no lote 29 continua em 80 quilômetros por hora para pistas e entre 40 a 60 quilômetros por hora nos desvios. Paralelamente à duplicação da rodovia, é feita também a recuperação das ruas laterais.
 
Segmento de seis quilômetros entre o bairro Sanga da Areia e o viaduto de acesso ao bairro Campo D’água, em Araranguá, está duplicado e liberado para o tráfego de veículos
Fotos: Muriel Albonico/Esga-Dnit/Notisul