Zahyra Mattar
Tubarão

Quem sofre de alergias e tem problemas respiratórios, como as famosas ‘ites’, com certeza ‘penou’ ontem. As temperaturas registradas em Santa Catarina foram do verão ao inverno em poucas horas. Em vários municípios, o dia 3 de setembro foi o mais quente deste ano, superou, inclusive, os dias de verão em janeiro e fevereiro.

Em Tubarão, a quarta-feira começou no maior ‘estilo primavera’: claro, ensolarado, com um ventinho agradável. Quanto mais as horas passavam e aproximava-se o meio-dia, mais quente ficou. À tarde, por volta das 13h10min, o termômetro do Mercado Público registrava 42°C. Menos de uma hora depois, já eram 3°C a mais. Verão em pleno inverno!

Às 16 horas, O vento sul começou a soprar. Até às 17 horas, a temperatura caiu 10°C. Quando a noite chegou, quem estava sem um casaquinho na rua passou frio. Um prato cheio para resfriados de inverno e para fazer a garganta arranhar. Agora, um detalhe interessante: segundo a meteorologista Gilsânia Cruz, do setor de clima e previsão do tempo da Epagri/Ciram, os 45°C registrados pelo termômetro do Mercado Público não foi a temperatura real registrada pelas estações meteorológicas.

O correto é que a cidade teve a máxima de 38°C à sombra e 40°C no sol. “Estes termômetros geralmente ficam o tempo todo embaixo do sol, onde tem asfalto e outras condições não propícias. Por isso, a temperatura observada é sempre maior”, explica. A real é “medida” em estações dispostas à sombra, onde há ventilação e outras especificações e exigências impostas pela Organização Mundial de Meteorologia.
Para hoje, o tempo deverá mudar drasticamente, quando uma nova frente fria volta a influenciar o tempo no estado, com condições de temporal e trovoadas.

Amanhã, a instabilidade toma conta de toda Santa Catarina, deixando o dia chuvoso. No fim de semana, as temperaturas devem ficar baixas, inclusive com chances de chegarem a valores negativos. Há indicativos para ocorrência até de neve entre a noite deste sábado e madrugada de domingo.