O verão começou neste domingo e todo mundo quer saber como ficará o clima, se vai ter muita ou pouca chuva. 

A previsão para os próximos três meses é de chuva dentro da média, trovoadas com pancadas de chuva serão frequentes, ocorrendo principalmente na tarde e noite, com valores mais significativos em algumas localidades. Dias consecutivos de chuva poderão alternar com períodos de dias mais secos.

Destaque nesta época do ano, sobretudo em janeiro, é alta a incidência de temporais com raios, granizo e ventania em Santa Catarina. Por vezes ocorrem acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo. 

Climatologia (o que se espera para época do ano):

Em janeiro e fevereiro, o regime de verão já está estabelecido e as chuvas de curta duração ocorrem com maior frequência entre a tarde e noite, e por vezes na madrugada, com média mensal de 150 a 190 mm do Oeste ao Planalto e no Litoral Sul, chegando a 200 e 250 mm na Grande Florianópolis e Litoral Norte, em janeiro. 

Em fevereiro, a média mensal é de 150 a 170 mm no Planalto e chega e 190 a 210 mm no Oeste, Meio Oeste e no Litoral.

Em março diminuem as chuvas de curta duração e, principalmente a partir da segunda quinzena, as frentes frias chegam com maior frequência ao Sul do Brasil e são responsáveis pela maior parte da chuva em SC, com média mensal variando de 100 a 130 mm do Oeste ao Planalto e variando de 150 a 210 mm no Litoral do Estado.

A chuva mais significativa no trimestre em Santa Catarina, normalmente ocorre devido à passagem de frentes frias pelo litoral e, episódios de chuva mais intensa ocorrem no Oeste e de Laguna ao norte (Grande Florianópolis e Litoral Norte) em janeiro e fevereiro.

Em janeiro as condições atmosféricas são pouco favoráveis aos ciclones extratropicais no litoral Sul do Brasil.

Temperatura

A previsão para os próximos três meses é de temperatura acima da média climatológica em Santa Catarina. No trimestre as massas de ar quente atuam com frequência e são esperadas pelo menos duas ondas de calor com temperatura alta durante alguns dias consecutivos, principalmente em janeiro em anos de neutralidade. Ressalta-se que podem ocorrer episódios isolados com temperatura mais baixa na madrugada e amanhecer, com geada fraca e isolada nas áreas altas do Planalto Sul.