Tubarão

O ritmo acelerado do dia a dia traz diversos malefícios à saúde, ansiedade e estresse são alguns exemplos. Pode ser clichê, mas a sabedoria popular diz que: “O que os olhos não veem, o coração não sente”.  As tensões acumuladas no trabalho, na escola ou faculdade, no trânsito e no pagamento das contas, muitas vezes transformam-se em dor muscular. E uma das formas de aliviar esta dor é com a massagem.

É muito raro encontrar alguém que não se renda ao prazer de receber uma massagem. Uma das técnicas associadas ao benefício e que colabora na desintoxicação do organismo, redução das dores, desconfortos, estresse e tudo o que tenha a ver com o alinhamento da energia é a ventosaterapia. De acordo com a esteticista Drielly Costa, de Tubarão, a ventosaterapia é uma técnica milenar de medicina alternativa. “Ela faz a purificação sanguínea, ajuda a expelir as toxinas do sangue, filtra e decompõe as toxinas. Além de aumentar o fluxo sanguíneo local, melhora a oxigenação do tecido e promove relaxamento muscular”, explica.

Conforme a profissional, existe apenas uma contraindicação para aquelas pessoas com doenças hemorrágicas. A ventosa geralmente é associada à massagem relaxante. “Ela trata dores musculares e, aliada à massagem relaxante, é eficaz para quem tem fibromialgia. A massagem associada à ventosa ajuda a eliminar a sensação de dor no corpo, pois estimula a liberação de endorfinas, que geram a sensação de bem-estar e alivia a dor, reduzindo a necessidade de medicação analgésica”, destaca.

A massagem facilita o processo de relaxamento dos músculos de várias maneiras. Segundo Drielly, um dos hormônios liberado é o cortisol, que é responsável pela redução dos níveis de estresse do corpo. “Com os níveis de estresse mais baixos, o corpo torna-se mais capaz de se curar. O cortisol liberado pela massagem também reduz a pressão arterial, permitindo ao corpo respirar mais adequadamente e reduzindo também os níveis de ansiedade”, finaliza.