Tubarão

Apesar de toda dificuldade administrativa, por conta da situação financeira, o prefeito de Tubarão, Manoel Bertoncini (PSDB), e o vice, Felippe Luiz Collaço (PP), o Pepê, arregaçaram as mangas e partiram para o “ataque”. Nos últimos dias, várias ações, visitas e audiências foram feitas para costurar investimentos e parcerias em todas as esferas do poder.

Ontem, outra prova deste esforço conjunto, não apenas da dupla Bertoncini-Pepê, mas também do setor empresarial, legislativo e sociedade organizada, culminou na garantia de mais uma obra para a cidade: a da Arena Multiuso. Enquanto Bertoncini defendia a concessão da água no Tribunal de Contas do Estado (leia mais na página 5 desta edição), Pepê foi em busca da verba prometida pelo governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) à obra da arena.

Ambos voltaram a Tubarão com ótimas notícias. Para a arena, ficou assegurado pelo próprio governador o repasse, a partir de janeiro do próximo ano, de 12 parcelas de R$ 500 mil para a obra. O estado comprometeu-se em bancar R$ 6 milhões do valor orçado à obra. O restante sairá dos cofres municipais ou de possíveis convênios com o governo federal.

“Foi uma reunião, muito positiva. Nossa expectativa é de que até o fim do próximo mês possamos iniciar o processo de licitação da obra”, confirma o entusiasmado Pepê Collaço. O projeto da Arena Multiuso, executado pela prefeitura e pela Unisul, está orçado em R$ 10 milhões.

O projeto

• O ginásio de esportes terá 3,5 mil lugares.
• O teatro terá espaço para acomodar mil pessoas e haverá ainda salas para exposições e oficinas culturais.

• Um dos diferenciais é a concha acústica retrátil. Poderá ser utilizada para eventos internos, usando o espaço da quadra esportiva e as arquibancadas, e externo, com o uso do estacionamento para acomodar o público.
• A Arena Multiuso de Tubarão será construída em uma área total de 10.229 metros quadrados, na área do antigo Aeroporto Anita Garibaldi, no bairro Aeroporto (proximidades do fórum).