Uma adutora responsável por levar água ao bairro Próspera, em Criciúma, rompeu na manhã desta quarta-feira (17), no cruzamento entre a Avenida Centenário e a travessa Manoel José Cardoso. Uma equipe da Casan já esta no local e neste momento trabalha para fechar o registro e impedir que o vazamento continue.

Uma equipe da Prefeitura de Criciúma também está no local, uma vez que existe a preocupação de que a água rompa a tubulação onde estão os cabos que levam energia aos semáforos. “A tubulação elétrica passa pelo local, e a água pode entrar e danificar tudo. Se os cabos romperem, podemos ficar sem energia para os semáforos desta região”, destaca o gerente do sistema elétrico da prefeitura, Geraldo Giassi.

Risco de faltar água

O risco de faltar água na grande Próspera, após o rompimento de uma adutora responsável pelo abastecimento do bairro, é pequeno. No entanto, o gerente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) em Criciúma, Jaison Araújo Speck, alerta a população para a necessidade de um uso racional de água para evitar transtornos.

Speck explica que na Próspera existe um reservatório suficiente para abastecer os moradores até que a adutora seja consertada. “Temos uma reservação de dois mil metros cúbicos e isso dá em torno de três horas de abastecimento, que é mais ou menos o período estimado para recuperarmos essa adutora. Eu recomendo que todos, principalmente da grande Próspera, que é o ponto afetado, façam o uso racional de água para evitarmos transtornos de abastecimento ao longo do dia”, alerta.