O Vaticano confirmou, nessa quinta-feira (05/03), o primeiro caso do novo coronavírus. Com isso, estão suspensos todos os serviços ambulatoriais da Direção de Saúde e Higiene do Estado da Cidade do Vaticano, informou o Vatican News.

Ainda não há informações se o paciente é um funcionário do Vaticano ou integrante da Igreja.

Após a confirmação do primeiro caso de Covid-19, a Diocese de Roma suspendeu, até o próximo dia 15, todas as atividades sacramentais, ou seja, catecismos, cursos de preparação para casamento, retiros, exercícios espirituais e peregrinações.

Decreto do governo italiano, país mais atingido pelo coronavírus na Europa — com 3,8 mil casos e 148 mortes —, permite algumas celebrações litúrgicas ao ar livre ou em grandes espaços e pede que sejam evitados apertos de mãos.