Wagner da Silva
Braço do Norte

O domingo é um dia decisivo para o povo braçonortense. É quando os 20.175 eleitores escolherão quem comandará o município pelos próximos três anos e nove meses. O pleito suplementar começa às 8 e termina às 17 horas. De um lado, estão os candidatos Zalene Niehues Matos (PMDB), a prefeita, e Charles Bianchini (DEM), a vice. Eles alçam a bandeira da coligação Com a Força do Povo (PMDB, DEM, PTB, PDR, PRB, PPS e PSB). Do outro, estão Evanísio Uliano, o Vânio (PP), que concorre ao cargo de prefeito, e Valberto Michels (PT), a vice. Eles representam a coligação Braço do Norte em Boas Mãos (PP, PT e PR).

A justiça eleitoral acredita que, em uma hora e meia após o fechamento da votação, o resultado da eleição seja divulgado. “Há locais distantes que atrasam a divulgação do resultado. A chegada da última urna deverá ser por volta das 18 horas”, explica o chefe do cartório eleitoral da comarca, Adriano Machado Luciano.
Após a chegada dos dados, as informações são enviadas para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cuja responsabilidade é validar cada equipamento eletrônico.

“Somente depois disso é que os votos são computados. Mas a totalização é rápida e o resultado final é apresentado logo em seguida”, detalha Adriano.
Entretanto, o resultado parcial, que deve indicar o novo prefeito, deverá sair antes. Isto porque o maior número de eleitores está concentrado no centro do município. O principal local para votação é o colégio Dom Joaquim, com 3.325 eleitores, distribuídos em dez seções. Ao todo, são 63 seções, distribuídas em 23 locais de votação, espalhadas pela cidade.

Polícia espera tranquilidade
durante a eleição municipal

As polícias Civil e Militar estão organizadas para garantir a democracia em Braço do Norte neste domingo, quando ocorre a eleição suplementar para a escolha do prefeito e vice. Além de uma equipe da Polícia Civil para investigação, outra atuará especificamente nas questões eleitorais. Além disso, há o reforço de seis homens do Centro de Operações da Polícia (COP). O grupo está na cidade desde o início da semana e conta ainda com apoio aéreo (SAT) e cães farejadores (K9).
A Polícia Militar também disponibilizará um grande número de seu efetivo para garantir a segurança dos eleitores e o bom andamento do pleito. Segundo o comandante da companhia da PM, tenente coronel Silvio Ricardo Alves, 80 policiais, 25 carros e dez motocicletas acompanharão os trabalhos nos 23 locais de votação para coibir qualquer situação irregular.

Conheça mais sobre os candidatos
Na eleição suplementar deste domingo, dois fortes candidatos disputam o executivo braçonortense: Evanísio Uliano (D) e Zalene Niehues Matos (E). Nenhum dos dois ocupou tal posição, mas ambos conhecem o desafio que enfrentarão.

O candidato pela coligação Braço do Norte em Boas Mãos (PP, PT e PR), Evanísio Uliano, o Vânio (PP), disputa a vaga para a prefeitura pela primeira vez. Vânio é despachante de trânsito e nunca ocupou um cargo público. Com 59 anos, é casado e tem um filho. Atua há 14 anos como presidente da Cerbranorte. Entre as propostas, o candidato elege como prioridade a criação de um parque industrial para a geração de empregos em Braço do Norte.

A candidata da coligação Com a Força do Povo (PMDB, DEM, PTB, PDT, PRB, PPS, PSB), Zalene Niehues Matos (PMDB) já atuou como secretária da família da prefeitura de Braço do Norte, na administração de seu marido, Ademir da Silva Matos (PMDB). Com 50 anos, tem dois filhos e uma neta. Zalene disputa pela primeira vez a majoritária. Ela afirma que cumprirá todo o programa de governo apresentado em outubro do ano passado.