Imbituba

As ações trabalhistas estão no topo da lista das dívidas que Imbituba precisa quitar até 2021, como determina o Tribunal de Contas do Estado (TCE). No município, só com os chamados precatórios, os valores superam a marca de R$ 10 milhões.“Essa é uma herança que vem de outras administrações. A maioria é relacionada a ações trabalhistas. Tudo que tinha sido retido terá que ser zerado até 2021”, afirmou o prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior.

O município já constou no orçamento do ano passado o pagamento de R$ 3 milhões desses precatórios. Para 2019 e 2020, estão previstos valores semelhantes. Mas, além dos R$ 10 milhões com precatórios, a atual gestão tem outros R$ 13 milhões para saldar. Os valores são referentes aos débitos com o INSS, também deixados pelas administrações anteriores, segundo o gestor.

“Poucas pessoas sabem, mas assumimos a prefeitura com uma dívida milionária. Estamos nos organizando para deixar tudo resolvido até o fim do mandato. Esses R$ 23 milhões poderiam ser investidos em outros setores, como saúde, educação e infraestrutura, mas, para mantermos a prefeitura viável, com todas as negativas em dia, precisamos pagá-los dentro do prazo”, reiterou Rosenvaldo.