Amanda Menger
Tubarão

Um levantamento realizado pela empresa Ticket Car, de São Paulo, que gerencia despesas de veículos, apontou uma queda de 15% no preço do álcool etanol. No entanto, este cenário não se confirma na Amurel. De acordo com o delegado do Sindicato de Revendedores Varejistas de Combustíveis de Santa Catarina (Sindicomb), Valdo Viana, os valores continuam estáveis. “Não observamos variação nos preços nas bombas de combustíveis. A média é de R$ 1,59, porém, os valores podem ser mais altos”, relata.

A pesquisa da Ticket Car aponta o preço médio de R$ 1,75 para o álcool em Santa Catarina. Há um cálculo simples que determina se é vantagem abastecer com álcool ou gasolina. Para isso, é preciso multiplicar o valor do litro da gasolina por 0,70. Se o resultado for maior do que o preço do álcool é melhor abastecer com este combustível, se for igual ou menor, vale a pena usar a gasolina. “Tem que avaliar, porque tem carros flex que o motor é mais potente, então o álcool consome mais e anda menos. Aí vale a pena usar a gasolina”, destaca Valdo.

A gasolina pode ser encontrada, em média, a R$ 2,59, mas pode chegar a preços maiores do que R$ 2,64. “O preço da gasolina é determinado não apenas pela distância entre a distribuidora e postos, mas também por custos operacionais”, observa. Já o gás natural veicular (GNV) custa em média R$ 1,60 o metro cúbico na região.