Wagner da Silva
Braço do Norte

Está confirmada a instalação de uma usina termelétrica de biomassa no Vale do Braço do Norte. A notícia é reafirmada pelo secretário de desenvolvimento regional em Braço do Norte, Gelson Luiz Padilha. A empresa americana ContourGlobal pretende investir cerca de R$ 1 bilhão no estado ainda este ano. Serão construídas quatro usinas. Uma no vale e outras três no oeste catarinense.

Recentemente, representantes da empresa norte-americana já estiveram na região a fim de avaliar as possibilidades de investimentos. Hoje, o Vale do Braço do Norte concentra 65 mil matrizes de suínos. Cerca de 39% deste total está em Braço do Norte. A região produz, aproximadamente, um milhão de metros cúbicos de dejetos por ano.

A construção da termelétrica no Vale está prevista para o primeiro trimestre deste ano, mas a empresa ainda está à procura de um terreno que deverá possuir 20 hectares, dos quais dez serão ocupados para a instalação da geradora. Segundo o secretário regional, se isso ocorrer rapidamente, a usina, considerada de porte médio, deverá começar a operar em 2010. “Isto é um sinal positivo para a região. Especialmente no que diz respeito à geração de renda”, avalia Gelson.

Além da geração de energia, o apelo ambiental também é forte, analisa ele. “Apesar dos investimentos, muitos dejetos ainda são lançados nos rios. Com o aproveitamento destes rejeitos, isto será minimizado, quem sabe até mesmo resolvido em absoluto”, destaca o secretário.