Tubarão

Estudantes do curso de Direito da Unisul, em Tubarão, realizaram uma ação de solidariedade nesta quinta-feira. Por meio da Associação Atlética Acadêmica de Direito (AAADUT), foram entregues chocolates para as 120 crianças da Fundação Educacional Joanna de Angelis, do bairro Passagem, na Cidade Azul. A ação foi desenvolvida em alusão ao feriado de Páscoa.

Na terça-feira, os representantes da Atlética realizaram uma Mesa Redonda pela manhã e também à noite, para debater sobre a importância das ações sociais e seus efeitos práticos. As inscrições para os alunos do curso era de R$ 15,00, a qual o intuito era a compra de doces e chocolates para a ação desta quinta-feira.

De acordo com a diretora da comissão de projetos sociais da AAADUT, Maria Eduarda Bittencourt Fogaça, a Duda, a ideia de promover ações teve início no final do ano passado. “Temos cerca de 1,5 mil alunos de Direito e poderíamos colaborar com grandes iniciativas. Pensamos nas cartinhas de Natal, porém estava muito em cima. Em janeiro realizamos uma campanha de doação de sangue e agora, a Páscoa Solidária”, explica.

Duda conta que os kits de doces foram entregues as crianças após um café idealizado e promovido pelos universitários. “Eles e nós tivemos uma tarde divertida. É importante valorizar cada criança e sua família. A entrega do chocolate tem esse objetivo de solidariedade, mas também de respeito e amor ao próximo. Ver a alegria deles renova os ânimos e nos motiva a continuar o trabalho. Faremos um projeto semelhante no segundo semestre deste ano”, assegura.

A Joanna de Angelis está há mais de 24 anos em funcionamento, oferecendo educação e assistência social a crianças do bairro Passagem, na Cidade Azul, em período integral. Além dos alunos da entidade, crianças de outras seis instituições de ensino são assistidas pela equipe de psicólogos da Fundação.

O projeto tem como objetivo colaborar com a instituição, que atende em período integral a 120 crianças de 0 a 5 anos em vulnerabilidade social, das 7 às 18h. No ano de 2017, a instituição precisava muito do apoio financeiro de empresários, governo, além da população. Tudo isso para não fechar as portas. De lá para cá muita coisa mudou, e a melhor delas é que uma grande, animadora e bem-vinda iniciativa surgiu, o Projeto ‘Alimenta-Ação’.