Tubarão

Há pouco mais de uma semana, o Notisul trouxe a história de Guilherme dos Reis Alves, o Gui, 31 anos, diagnosticado com um tumor cerebral em julho do ano passado. Em setembro, ele passou por uma cirurgia no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), e em janeiro submeteu-se a 25 sessões de radioterapia e, na semana passada, iniciou o tratamento de quimioterapia. Este procedimento foi possível por meio de uma campanha online, iniciada no fim do último mês.

As medicações para o tratamento via oral (temodal) que Guilherme precisa não é fornecido pelo Sistema único de Saúde (SUS) há dois anos, por isso foi realizada a campanha #UnidospeloGui, idealizada por familiares e amigos do jovem, que visava alcançar o montante de R$ 127 mil. Ele precisa passar por 12 ciclos de quimioterapia. O tratamento levará cerca de um ano e o ajudará na busca pela cura.

Nesta quarta-feira (11), o tubaronense, por meio das redes sociais, suspendeu a campanha por ter alcançado uma vitória  na justiça. No mês passado, o advogado de Guilherme ingressou com uma ação contra o Estado pedindo a gratuidade do tratamento, o que em 1ª instância foi deferido pelo juiz. Porém, o Estado pode não aceitar o resultado e recorrer. “Só acredito totalmente quando o medicamento estiver em minhas mãos. Caso tão logo receba este benefício vamos abraçar uma causa. Hoje, precisei de ajuda e amanhã alguém pode precisar da minha colaboração. Quero compartilhar o meu momento de felicidade”, comemora.

Gui é casado com a psicóloga Vanessa de Farias Fernandes, 33, pai de Luiza Fernandes Alves, 1, e o casal espera, para o fim deste mês, o nascimento de Arthur. Em pouco mais de uma semana de campanha, a família alcançou cerca de 50% do valor necessário para o tratamento.