Karen Novochadlo
Imbituba

Imbituba entrará para o ramo do turismo religioso. Para o próximo ano, está prevista a construção do monumento de Santa Paulina, que terá 45 metros de altura. Com a estátua, Imbituba fará parte de um corredor de fé que integrará dez municípios. No início, a cidade deve receber cerca de 50 mil visitantes.

Com a reforma do porto de Imbituba, é esperada a chegada de cruzeiros religiosos, como o “Navegando com Nossa Senhora”. A expectativa é do presidente da Associação dos Peregrinos da Caminhada da Terra do Primeiro Milagre de Santa Paulina, Camilo Carvalho Damazio. O turismo religioso movimenta um milhão de pessoas em Nova Trento, no Vale do Itajaí. Também é responsável pela geração de muitos empregos.
O artista plástico responsável pela obra, Marcelo Francalacci, acredita que ao menos 500 pessoas visitarão a obra em homenagem à santa.

O presidente da associação dos peregrinos explica que a comunidade tem realizado uma preparação espiritual para a construção do monumento. Desde 2003, promove caminhadas para levar a palavra da santa aos fiéis. As caminhadas incluem 20 quilômetros entre as grutas no município. E também um trajeto mais longo, de 210 quilômetros, de Imbituba até Nova Trento. Em 2011, ocorrerá a 10ª caminhada neste trecho.

Além da área de 17 mil metros quadrados destinada ao monumento, uma outra de dez mil metros quadrados foi liberada para a construção da capela, ao lado da gruta. A capela será mantida pela associação, através de um contrato de dez anos. A edificação deve começar no próximo ano.
A associação luta desde 1998 pela obra.

Municípios que integram o Corredor da Fé
Nova Trento, São João Batista, Major Gercino, Argelina, Rancho Queimado, Águas Mornas, São Bonifácio, São Martinho, Vargem do Cedro, São Bonifácio, Imaruí, Imbituba.

Construção inicia em 2011

A construção da maior estátua do país, a de Santa Paulina, em Imbituba, deve iniciar no primeiro semestre do próximo ano. O concurso nacional aberto para escolher um escultor para fazer a obra chegou ao fim. Marcelo Francalacci foi o vencedor e receberá R$ 100 mil de premiação.

Outros R$ 200 mil serão disponibilizados para que o artista finalize os projetos complementares (paisagístico, infraestrutura, hidrosanitário e elétrico) e execute a faze escultural do projeto. A parte de engenharia civil será feita por outra empresa, ainda a ser escolhida por meio de licitação.

Ainda não existe uma data definida para o lançamento do edital à fase de engenharia civil, mas a prefeitura trabalha com a meta de finalizar a parte burocrática até o começo do próximo ano para que as obras iniciem logo em seguida. O terreno para a construção já passou por estudo geológico, a maior parte é de rochas.

A estátua tem 45 metros de altura e ficará no Morro da Antena, terra do primeiro milagre de Santa Paulina. Dentro, há um local para meditação e a história da santa contada em três línguas. Do lado externo, estão previstas lojas, farmácia e outras conveniências. Orçada em R$ 1,5 milhão, o estado já repassou uma parcela de R$ 200 mil para a obra e outras quatro, de R$ 150 mil cada, devem ser liberadas em breve.