Muitas vias públicas em Tubarão, tanto na parte central da cidade como em outros bairros, apresentam problemas, o que provoca constante reclamação da população, situação atual e que se arrasta há tempo. Apesar de algumas melhorias e um processo de projeção futura de execução de novas obras, tal condição negativa sofreu um acúmulo e muito trabalho ainda precisa ser feito para que a Cidade Azul proporcione condições decentes nesse aspecto.

Os buracos e a falta de asfalto estão entre os mais preocupantes, há casos por falta de manutenção, outros pela inexistência da realização de obras, e os que estão com o cronograma em atraso.

A Redação do Portal recebeu fotos, de leitores, de algumas ruas (leia abaixo os nomes das vias) do município. Um contato foi feito com o secretário de Infraestrtutura, Guilherme Daufemback, para saber qual o seu posicionamento.

Nessas vias públicas, os ‘remendos’, os buracos, a falta de conservação, conforme relatos dos leitores, são uma problemática. Inclusive, de acordo com um morador, “algo executaram, mas têm partes em que o paralelepípedo aparece por baixo do asfalto, se é que isso pode ser chamado de asfalto, tirando as crateras que se formaram, é lamentável”.

Posicionamento da administração
O secretário afirmou, especificamente sobre essas vias públicas, que receberam há cerca de 40 dias, em um período de uma semana, a reperfilagem – processo para nivelar o pavimento existe. “Essas ruas não estão prontas. Foi executada somente a reperfilagem. Agora falta a capa asfáltica, que é a espessura mais grossa. Algumas serão cinco centímetros e outras quatro”, explica.

Guilherme informa que a licitação foi feita há 90 dias, e é dividida em lotes. A empresa JR Içara executou o primeiro, a reperfilagem, em cima do paralelepípedo, e o próximo será a capa.

No entanto, a realização da segunda etapa (capa asfáltica) demorou, por isso as vias públicas já estão deterioradas, com os problemas apontados pelos leitores.

“A empresa terá que primeiro fazer a limpeza nessas ruas e a reperfilagem novamente nas que não ‘aguentaram’ e estão se deteriorando e danificadas, depois enfim vem o asfalto”.

O secretário disse que os representantes da JR Içara alegaram a demora na conclusão (com a camada asfáltica) por causa da dificuldade no recebimento do CAP*, que é o Cimento Asfáltico de Petróleo, e que tiveram um problema com o fornecedor em função da pandemia, que causou transtornos para várias empresas que não conseguiram adquirir o material.

Gastos nos cofres públicos
Questionado sobre os prejuízos financeiros aos cofres da prefeitura, Guilherme garantiu que o executivo não arcará com nada. “A realização novamente dessa primeira etapa que será refeita não terá custo algum para a prefeitura, pois a empresa é a responsável pela execução e não a finalizou a tempo. Fez a reperfilagem e demorou para o segundo processo, a camada asfáltica”.

A previsão é de que nos próximos dias a empresa estará em Tubarão para concluir o segundo processo.

* CAP: Material usado é de concreto betuminoso usinado a quente

Localização das Ruas – fotos enviadas pelos leitores
Avenida Rosário, no bairro Vila Moema
Rua Rio Branco, bairro Aeroporto
Rua Júlio Francisco Régis, bairro Vila Moema
Rua Teresa Ghizoni, bairro Vila Moema

Próximas vias públicas a receberem melhorias
– Rua Luiz Delfino, no bairro Passagem (está reperfilada)
– Final da Altamiro Guimarães (reperfilada)
– Rua José Bressan, Monte Castelo
– Trecho da José Bressan (falta reperfilagem e camada asfáltica)
– Rua Coronel Cabral – (reperfilagem e camada asfáltica)
– Rua Pedro Gomes Carvalho – (reperfilagem e capa)

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul