Para estimular a reflexão sobre a importância de fazer o descarte correto dos itens que consumimos, foi criado o Dia Internacional da Reciclagem, comemorado nesta segunda-feira (17). Em alusão à data, para fortalecer o processo de aprendizagem e a consciência ambiental, a Tubarão Saneamento vai promover uma atividade com quase 2 mil alunos do ensino fundamental, em parceria com a Fundação Municipal de Educação de Tubarão.

Na segunda (17), os estudantes do 1° ao 5° ano de 14 escolas do município, participarão de uma atividade em sala de aula, coordenada pelos próprios professores, que já receberam os kits preparados pela Tubarão Saneamento. No geral, a tarefa é colorir dois desenhos com os temas “Eu preservo a natureza” e “A natureza pede socorro”, e inserir elementos que competem a cada uma das situações, distinguindo o que é certo ou errado.

O objetivo é ensinar sobre o uso adequado de resíduos, além das consequências do descarte irregular, principalmente para os cursos d’água e para a mata ciliar. “Na nossa rotina é comum gerarmos resíduos, mas precisamos ter consciência de que é possível reduzir, reutilizar ou, ao menos, descartar corretamente. E saber que pequenos hábitos na vida de cada um, pode sim mudar a qualidade do meio ambiente”, enfatiza o diretor da Tubarão Saneamento, Lucas Arrosti.

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo no mundo e, mesmo assim, a reciclagem por aqui ainda é muito baixa. Segundo levantamento do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), com dados de 2018/2019, nosso país produz cerca de 55 trilhões de quilos de lixo por ano, valores que correspondem a cerca de 1,15 kg de lixo gerado diariamente por cada brasileiro. A porcentagem desse lixo que vai para a reciclagem é de apenas 1,28%.

A Tubarão Saneamento é a concessionária dos serviços públicos de água e esgoto do município de Tubarão e realiza iniciativas socioambientais porque tem como propósito promover qualidade de vida e saúde para as pessoas. “Na pandemia, mesmo que de forma limitada, não podemos deixar de compor a rotina escolar com essas informações. A consciência ambiental faz parte de todas as fases da vida e, sem dúvidas, deve iniciar ainda na infância”, completa o Arrosti.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul