#Pracegover foto: na imagem há construções, árvores e veículos
#Pracegover foto: na imagem há construções, árvores e veículos

A Fundação Municipal de Saúde de Tubarão mudou o local de vacinação contra a Covid-19. A aplicação que ocorria no Faral Shopping, no bairro Vila Moema, será na Arena Multiuso Prefeito Estener Soratto da Silva, no mesmo bairro. O público será atendido das 9 às 17h, de segunda a sexta-feira.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) seguem com o agendamento prévio nas salas de vacina. A iniciativa segue com o intuito de manter a agilidade e organização. Os trabalhos nas USBs servem para evitar aglomerações na arena.

A sala central da Policlínica continua realizando vacinações em livre demanda, das 8h às 21h. A mudança foi feita para melhorar a qualidade do atendimento e garantir maior segurança ao processo de imunização.

Conforme o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass),  as vacinas atuam na prevenção, induzindo a criação de anticorpos por parte do sistema imunológico. Reduzem a possibilidade de infecção, porém caso a infecção ocorra, a vacina evitará sua evolução para quadros mais graves e principalmente a morte. É importante saber que há uma demora de alguns dias para esta resposta do organismo. Assim, nos primeiros dias após a vacinação, pode ocorrer tanto a manifestação de uma infecção que pode ter ocorrido alguns dias antes, como também é possível se infectar e transmitir a doença antes que comece a produção de anticorpos.

Por isso é fundamental manter as medidas de prevenção e higiene.  No caso da vacina contra a Covid-19, é importante saber que para ser imunizado é necessário tomar as duas doses da vacina.  A segunda dose deve ser aplicada num intervalo de 14 a 28 dias em relação à primeira dose, no caso da Coronavac (Sinovac/Butantan) e de 90 dias no caso da Covishield (Astra Zeneca / Fiocruz).

As vacinas disponíveis atualmente no Brasil  oferecem alta proteção para evitar casos graves e óbitos. Nos estudos realizados, a vacina CoronaVac,  produzida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan,  a eficácia global (proteção contra qualquer forma da doença) foi de 50,38%, com duas doses da vacina. Porém, evitou que 78 a cada 100 pessoas  tivessem sintomas da doença que levassem à necessidade de procurar algum atendimento médico, ambulatorial ou hospitalar. No caso da vacina Covishield, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca/Universidade de Oxford em parceria com a Fiocruz, a proteção global foi de  73,43% após duas doses da vacina.Todas as vacinas licenciadas são testadas de forma rigorosa.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul