A prefeitura e as entidades parceiras que integram o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) encaminharam, nesta quinta-feira (4), os últimos ajustes da campanha “Não dê esmola – ela financia a falta de esperança”. A mensagem que estará nas ruas em outdoors, placas, panfletos, emissoras, rádio e redes sociais, ainda neste mês, busca direcionar os pedintes a acessar os serviços sociais oferecidos pelo município.

A convicção dos gestores da prefeitura e dos dirigentes das entidades é de que a situação das pessoas que pedem dinheiro nas ruas, principalmente nas imediações de semáforos, só será resolvida de maneira técnica e institucional através dos encaminhamentos dos profissionais da Fundação Municipal de Desenvolvimento Social (FMDS). Há o entendimento de que enquanto a comunidade atender os pedidos de esmolas o ciclo vicioso nas ruas nunca será interrompido.

Na FMDS há diversos programas de auxílio às pessoas nessa situação, sejam elas moradoras de Tubarão ou viajantes de passagem, indivíduos que vivem só ou que têm família. Nos próximos dias o material institucional estará finalizado e será levado ao público por diferentes plataformas tradicionais e digitais, inclusive com os telefones que devem ser acionados para auxiliar as pessoas em situação de risco social que se encontram na situação de pedintes. A campanha será uma realização da Prefeitura de Tubarão e entidades parceiras.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Tubarão