Tubarão

Hoje, para os novos empreendedores que pretendem investir no próprio negócio, o processo de abertura da empresa é assustador e moroso. São dezenas de documentos solicitados que levam semanas para ficar pronto. Com o objetivo de agilizar a aprimorar os procedimentos que envolvem a criação, funcionamento e baixa de empresas em Tubarão, a prefeitura encaminhou a formatação do projeto de desburocratização do ‘Tubarão mais Fácil’ para abertura de empresas. A meta é criar condições para que as chamadas empresas de baixo risco possam entrar em operação o mais rápido possível.

De acordo com o gerente de Inovação e Empreendedorismo Giovani Bernardo, a classificação de risco passa por várias implicações envolvendo Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Fundação de Meio Ambiente, as duas últimas de competência da prefeitura. Normalmente, empreendimentos assim demoram entre 40 e 60 dias para ter os procedimentos finalizados e abrir as portas de fato. A prefeitura de Tubarão quer agilizar esse processo, integrante do programa Tubarão 180º, para menos de uma semana.

Nessa semana, um comitê gestor formado por diversos servidores apresentou ao prefeito Joares Ponticelli a forma de aplicação que esse procedimento do ‘Tubarão mais Fácil’ pretende dar. Conforme Giovani, o programa de desburocratização deve entrar em operação em três meses.

 

Setor contábil aguarda aplicação do novo projeto
O Sindicato dos Contabilistas de Tubarão e Região (Sindicont) acompanha a formulação desse projeto que já está em vigor no Estado desde 2015 por meio do Simplifica SC. O movimento, coordenado pelas entidades contábeis tende facilitar e estimular a abertura de novas empresas, suprindo a necessidade de incrementar a arrecadação do município.
Segundo o vice-presidente do Sindicont, Patrick Fontana Nandi, o Programa vai otimizar todos os processos da prefeitura e de outros órgãos vinculados, como o Corpo de Bombeiros. Assim, tudo será interligado, desde os dados emitidos pela Junta Comercial, necessários para registrar uma nova empresa, até o Alvará de Funcionamento, última etapa do processo. “Tudo isso vai ser padronizado, normatizado”, acrescenta. Ele ressalta o Sebrae também auxilia no processo por meio do mapeamento de todas as etapas para otimizar a ação. “A morosidade do processo de abertura de empresas reflete no nosso dia a dia e a desburocratização será um divisor de águas em Tubarão. O município tem uma burocracia muito grande e já perdeu diversas empresas em função desses entraves”, revela.