#Pracegover Foto: na imagem há uma menina segurando um cartaz e mechas de cabelo e na imagem há diversas bandeirinhas
#Pracegover Foto: na imagem há uma menina segurando um cartaz e mechas de cabelo e na imagem há diversas bandeirinhas

Mudar o visual é sempre muito bom, não é mesmo? Agora imagine cortar os cabelos para ganhar um novo look e ainda fazer o bem? Você pode doar suas madeixas para um banco de perucas, e assim, uma força na batalha de muitas pessoas na luta contra o câncer. Perder os cabelos é um efeito colateral da quimioterapia e tem um impacto grande na autoestima da maioria das mulheres.

Uma menina de 10 anos decidiu ajudar pessoas em tratamento contra o câncer. Depois de deixar o cabelo crescer por alguns anos, ela doou as mechas neste sábado (9), para a Rede Feminina de Combate ao Câncer, em Tubarão.

A Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer da Cidade Azul é uma entidade filantrópica que tem como objetivo a luta social no combate ao câncer. O objetivo de Laura Padilha de Menezes Genovez era ter o cabelo transformado em peruca para outra criança ou adulto em tratamento contra a doença. O cabelo dela foi entregue pessoalmente na Rede Feminina de Combate ao Câncer.

Se engana quem pensa que a menina sofreu na hora de cortar. “Eu quis doar para as crianças que tem câncer para deixá-las mais felizes e vaidosas. Meu sonho é doar o cabelo para ajudar aquelas pessoas que estão precisando”, pontua.

Além de precisarem lidar com os desconfortos causados pelos sintomas da doença, como as dores, as crianças, adolescentes, adultos ou idosos ainda precisam ter forças para superar as consequências que afetam a sua autoestima. Mesmo que os fatores psicológicos pareçam ser secundários, eles têm interferência direta sobre a recuperação ou não do paciente.

E quem não gosta do que vê quando se olha no espelho tem maiores chances de perder o amor-próprio. A doação de cabelos nesse contexto aparece como uma das formas de dar mais conforto psicológico às pessoas com câncer.

Doe você também

Saiba quais são as principais regras para fazer a doação de seus cabelos. Homens também podem contribuir, assim como pacientes que começaram a fazer a quimioterapia e resolveram cortar todos os fios. Se for a um cabeleireiro, leve as orientações para o salão.

Os cabelos precisam ter, no mínimo, uma mão de comprimento (Cerca de dez centímetros). Para cabelos repicados ou em corte “V”, é aconselhado que o corte tenha no mínimo 15 centímetros.
Ao contrário do que muitos dizem, não importa se tem química ou é tingido.
Amarre em um rabo de cavalo antes de cortar.
Nunca deixe os fios cortados tocarem o chão.
Corte o cabelo seco, em sua forma natural. Sem chapinha ou escova.
Coloque em um saco plástico e envie ao endereço da instituição.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul