#Pracegover foto: na imagem há uma criança, brinquedos de madeira e árvores
#Pracegover foto: na imagem há uma criança, brinquedos de madeira e árvores

Atualmente o mercado de brinquedos é dominado pelos eletrônicos. Porém, os educativos considerados simples e coloridos ainda encantam muitas crianças, seus pais ou responsáveis. Há genitores que não abrem mão de presentear os seus com esses brinquedos. Eles fazem questão que a garotada tenha contato com aquilo que muitos viveram.

Os brinquedos de madeira são considerados bons para o desenvolvimento dos pequenos. Além de estimularem diferentes habilidades, eles geram um nível de interação entre os pais e a criança que o aparelho eletrônico não promove.

A estudante de psicologia de Tubarão, Elaine da Silva, mãe de três filhos com idades de 14, 3 e 1 ano, passou a utilizar esses produtos com os seus pequenos e posteriormente, decidiu comercializar.  “Resolvi comercializar esses brinquedos na Mother’s Dreams (@mothersdreamloja) porque percebi que as crianças estão brincando pouco. Talvez porque como pais não temos oportunizado essa interação. Com a correria diária acabamos por deixá-las com o celular na mão e a na TV. Esses brinquedos ajudam e muito no desenvolvimento da criança”, enfatiza.

Ela conta que começou a pensar na forma como eles brincam hoje e  como era há 30 e 20 anos. Segundo Elaine, é importante o brincar lúdico. “Quando a criança tem esse brincar de imaginar, ela pode desenvolver habilidades como raciocínio e concentração.  O brincar com mais qualidade interfere na educação com uma ludicidade maior e, consequentemente, aprendizados muitos mais ricos. Porque ela constrói um mundo. Nesse momento o pequeno vai criando as resoluções internas. Não quer dizer que a criança vai brincar sempre só. É por tudo isso que meus filhos utilizam esses brinquedos e que também comercializo”, pontua

Ela destaca que como mora em apartamento, essa é uma experiência que os seus filhos podem ter. “Nem sempre posso oportunizar a liberdade deles estarem na rua. Os brinquedos de madeira oportunizam o imaginar, o senso ecológico”, detalha.

Conforme Elaine, algumas pessoas entram em contato com ela para procurar saber qual o brinquedo de madeira pode ser ofertado para uma criança com aspecto autista. Ela expõe que na realidade não há um brinquedo específico para a criança autista. “Ocorre que dentro daquele aspecto que eles estão é que pode ser analisado qual o melhor brinquedo, que ela pode desenvolver uma habilidade necessária. Temos jogos e brinquedos para desenvolver vários tipos de habilidade”, esclarece.

A brincadeira é considerada o trabalho da criança. É pela brincadeira que ela vai entender o mundo ao redor dela. Os brinquedos educativos desenvolvem a criatividade, a coordenação motora, a interação, a compreensão de ganhar e de perder e até as habilidades do raciocínio lógico.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul