O sistema de saúde de Tubarão atingiu 70% de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19. Já na ala de enfermaria há 12 pacientes confirmados e suspeitos.

A Cidade Azul registra 392 casos confirmados de coronavírus, destes,5 óbitos. Dentre os bairros mais afetados pela doença estão Passagem e centro. Nas últimas 24 horas foram diagnosticados mais seis novos casos.

Foram realizados no município 4.195 testes, onde há 275 suspeitos e 61 pacientes monitorados. Dos 392 pacientes diagnosticados com a Covid-19, 322 já estão curados.

Conforme o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde de Tubarão, Daisson Trevisol, os dados de acompanhamento da equipe de estatísticas e epidemiologistas demonstram que pela primeira vez desde o início da pandemia, foi apresentado um número exponencial de número de casos. “Tínhamos esse aumento logo nas duas ou três semanas iniciais de março, conseguimos frear essa contaminação exponencial e nesta semana contabilizamos uma contaminação crescente”, enfatiza.

Daisson destaca que a partir desta quinta-feira (25), algumas medidas serão tomadas para frear o avanço da contaminação no município. “ Vamos lançar um decreto no município com algumas restrições, que serão discutidas na reunião com os prefeitos nesta quinta-feira. Além disso, estamos preocupados com o número de hospitalizações nos últimos boletins”, pontua.

Santa Catarina tem 20.921 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Santa Catarina, dos quais 16.377 já estão recuperados e 4.265 permanecem em acompanhamento. O dado foi divulgado nesta quarta-feira. A Covid-19 causou 279 óbitos no Estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,33%.

O crescimento no número de casos também está associado ao comportamento da sociedade e ao retorno de parte das atividades econômicas no Estado, com a reabertura de estabelecimentos de diversos segmentos. O número de pessoas que circulam no comércio e demais espaços públicos aumentou o contato físico entre as pessoas e diminuiu o isolamento social. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a melhor forma de prevenção para evitar o contágio é o isolamento social que diminui o contato entre pessoas.