#Pracegover foto: na imagem há um homem plantando uma árvore
#Pracegover foto: na imagem há um homem plantando uma árvore

Fundação Municipal de Meio Ambiente (Funat) iniciou nesta quinta-feira (16) a reposição florestal da mata ciliar na beira-rio, após a remoção das mamoneiras no trecho entre as pontes Manoel Alves dos Santos (Morrotes) e Orlando Francalacci (ponte do quartel). A previsão é de que 20 mil mudas sejam plantadas durante os próximos meses.

As primeiras 300 mudas começaram a ser plantadas nas imediações do casario da rua Lauro Müller, ao lado das pontes Heriberto Hülse e Nereu Ramos. São mudas de Leiteiros, Imbiruçus, Gabirobas, Ingá-feijão, Cocão, Aroeiras, Canela, Chal-chal e Baga de macaco. O prefeito Joares Ponticelli e o diretor-presidente da Funat Júlio César Ângelo Rodrigues participaram do plantio.

“Esse repovoamento dá continuidade a um trabalho bastante amplo na relação entre o Rio Tubarão e a população, que passa desde o início da coleta e tratamento de esgoto, a construção da passarela Ângelo Ântonio Zaboti e das rampas náuticas e agora a retirada das mamoneiras e o plantio de espécies nativas. O Rio Tubarão é o nosso mais belo cartão-postal e precisamos cuidar bem dele”, destacou o prefeito Joares.

O corte das cerca de 100 mil mamoneiras, cipós e trepadeiras, os trabalhos de manutenção para evitar que cresçam novamente e o repovoamento das margens do Rio Tubarão faz parte de um projeto da ordem de R$ 350 mil por parte da prefeitura. A operação permitiu, em alguns trechos, devolver a visão do rio a quem passa pela rua Lauro Müller ou pelas avenidas José Acácio Moreira, Marechal Deodoro e Getúlio Vargas.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Tubarão