O aumento repentino do nível da água — fenômeno conhecido como tromba d’água — provou uma tragédia em um famoso complexo de cachoeiras no sul de Minas Gerais, nesta quarta-feira (1º/1). A Defesa Civil confirmou a morte de três pessoas no Parque Ecológico do Paredão, no município de Guapé. 

Todas as vítimas são da mesma família. Émerson Magalhães Couto, de 45 anos, Áurea Carvalho Magalhães, de 39 anos e Dafne Carvalho de Magalhães Couto, de 17 anos. Eles eram de Campos Gerais e estavam na cidade a passeio.

 

Quem presenciou a cena contou que a água subiu de repente, formando uma forte correnteza  que arrastou várias pessoas. Foram momentos de pânico.

“Eu estava sentada na pedra, e minhas filhas vieram me pedir para ir para a outra cachoeira, mas eu disse que não, que já estava tarde. Nesse momento, alguém gritou: ‘Tromba d’água’. Foi quando eu vi aquele mundo de água descendo da cachoeira. Comecei a pegar as coisas e vi aquela confusão de gente saindo”, contou a comerciante Naide Conceição Pereira.

“Em questão de cinco a 10 segundos já estava tudo tomado, você não via uma única pedra, e com muito custo a gente conseguiu sair de lá”, completou.