Tubarão

Desde o começo desta semana, os funcionários da empresa TransGeraldo, no bairro Passagem, em Tubarão, estão em sala de aula. O objetivo: aprender como atender os clientes com algum tipo de deficiência que utilizam o serviço de transporte coletivo. Até o fim da semana, motoristas, cobradores e os colaboradores do setor de manutenção literalmente viverão as deficiências dos clientes para entenderem as suas dificuldades.

Primeiro, eles têm aulas teóricas. Depois, a prática: são formadas equipes com três colaboradores. Por sorteio, um recebe uma venda, outro um óculos de mergulho com a parte externa pintada de preto, e o terceiro protetores auditivos.
Para a pessoa que recebe o óculos, cujo equipamento simula um cliente com baixa visão, são dadas algumas moedas. Juntos, os três têm que ir a um supermercado fazer compras. A dinâmica tem o objetivo de simular as deficiências e permitir aos colaboradores uma nova compreensão do mundo.

As aulas contam com o apoio da Escola Dom Joaquim, de Braço do Norte, que cedeu um livro escrito em braile e, ao mercado Weber, do bairro Passagem, que abriu o estabelecimento para o treinamentos dos trabalhadores.