Amanda Menger
Braço do Norte

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) confirmaram nesta sexta-feira, em sessão extraordinária, a impugnação do candidato a prefeito de Braço do Norte Ademir da Silva Matos (PMDB). O registro de candidatura foi indeferido em primeira instância pelo juiz Fernando de Castro, em solicitação do Ministério Público Eleitoral (MPE) e do PP.

O TRE entendeu que Ademir está inelegível até 2011. Ele não pode ser candidato porque foi condenado em um processo que não cabe mais recursos. Pela lei complementar 64 de 1990, quem tem condenação em definitivo fica inelegível por até três anos depois do cumprimento da pena.

O processo no qual Ademir foi condenado foi proposto pelo Ministério Público em 1998, quando ele era prefeito de Braço do Norte. Segundo a denúncia do MP, foram adquiridos dois motores para um caminhão de propriedade da prefeitura no intervalo de dez dias, ou seja, havia sido comprado um equipamento e pago duas vezes por ele.

Segundo a assessoria de imprensa do candidato, ele recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, enquanto isso, continuará a campanha normalmente, como lhe faculta a lei. Além disso, será realizada uma entrevista coletiva na segunda-feira para explicar qual a argumentação que os advogados de defesa utilizarão na apelação ao TSE.