Um homem suspeito de matar o amante da namorada foi preso nesta terça-feira durante a operação “Largado às Traças”. O homicídio aconteceu em 11 de setembro, no município de Caratinga, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais.  

 

De acordo com a Polícia Civil, Gabriel Túlio (22 anos) estaria tendo um caso com a namorada do suspeito e, no dia do crime, o namorado e quatro adolescentes utilizaram as redes sociais da namorada e enganaram Gabriel, marcando um encontro em um trevo da cidade.

Quando o Gabriel chegou, foi imobilizado pelos adolescentes que, em seguida, colocaram um saco plástico na cabeça dele, o jogaram no carro do suspeito, e o amarraram com abraçadeiras nas mãos e nos pés.

 

De acordo com as investigações, no trajeto até o local do homicídio, a vítima passou a ser humilhada e agredida com socos. “Também foi obrigada a cantar músicas sertanejas, entre elas, “Largado às Traças’’ de Zé Neto e Cristiano, contou o delegado Rodrigo Cavassoni, responsável pelas investigações.

 

No local do crime, a vítima foi jogada para fora do veículo e agredida. O homem desmaiou após ser atingido por um golpe de ‘mata-leão’ e foi atingido várias vezes por golpes de canivete. Depois das agressões, os criminosos atearam fogo no corpo e no veículo da vítima.

Foram apreendidos o capacete da vítima, as abraçadeiras utilizadas para amarrá-la, o isqueiro e o canivete utilizados no crime.