A torre da catedral de Notre-Dame, atingida por um vasto fogo, “acabou de desmoronar”, anunciou, nesta segunda-feira (15/4), Emmanuel Grégoire, vice-prefeito de Paris. “A partir de agora, uma missão especial foi iniciada para tentar salvar todas as obras de arte que for possível”, disse. 

“A prioridade foi dada para garantir a área ao redor para proteger os turistas locais do risco de colapso”, acrescentou em entrevista a um canal de notícias, o BFMTV. “Não restará nada da estrutura (do teto), que data do século XIX de um lado e do XIII do outro”, lamentou pouco antes André Finot, porta-voz da catedral.

O presidente Emmanuel Macron, que cancelou um importante discurso marcado para a noite desta segunda-feira em resposta aos “coletes amarelos”, irá para o pátio da Notre-Dame de Paris, anunciou a presidência francesa. 

O Chefe de Estado havia acabado de gravar seu discurso televisionado. A fala foi adiada e não tem nova data anunciada. O primeiro-ministro Edouard Philippe também visitará o lugar, informou seu gabinete.