Tatiana Dornelles
Tubarão

O que se leva uma vida inteira para construir, em segundos pode ser levado pelos ares. Literalmente! No fim da tarde de sábado, por volta das 19 horas, o tornado que atingiu a comunidade de Lageado, na divisa de Tubarão com Treze de Maio, deixou um rastro de destruição por onde passou.

Casas destelhadas, árvores arrancadas do chão, antenas parabólicas completamente retorcidas, entre outros estragos, pareciam cenas de filme, segundo relatos de alguns moradores. Medo, susto, tensão foram os principais sentimentos relatados por quem passou pela situação.

Quanto aos estragos, a defesa civil da prefeitura de Tubarão contabiliza aproximadamente R$ 15 mil. Se foi mais ou menos, ainda não se sabe. “Somente amanhã (hoje), serão definidas as ações para ajudar os moradores prejudicados. Duas famílias, que tiveram as casas parcialmente destruídas, receberão material de construção para reerguê-las. O valor exato da destruição saberemos apenas depois”, explica o coordenador da defesa civil de Tubarão, Edvan Nunes.

As outras residências (oito) tiveram apenas pequenos estragos, como destelhamento e móveis molhados. “O tornado atingiu mais de 30 quilômetros. Por sorte, o fenômeno ocorreu em área rural. Se fosse na urbana, certamente, os estragos seriam piores”, analisa.